Vigilância Sanitária inicia curso para médicos veterinários


A Vigilância Sanitária de Santa Bárbara d’Oeste, órgão vinculado à Secretaria de Saúde, iniciou nesta terça-feira (16) o curso de capacitação sobre Medicamentos Controlados e Vigilância e Controle da Raiva aos profissionais de Medicina Veterinária. A ação ocorreu na unidade e contou com a presença de médicos veterinários do município cadastrados na Vigilância. O primeiro encontro contou com a participação de 13 profissionais. Serão mais duas turmas capacitadas.

O objetivo é atualizar os profissionais da área, além de sanar dúvidas e aproximar os profissionais veterinários do serviço de Vigilância em Saúde. “Por ocasião das inspeções sanitárias verificamos a necessidade de atualizar os médicos veterinários para melhor compreender a legislação vigente, relacionada a medicamentos sujeitos a controle especial, como registro dos medicamentos no livro de controle especial, receituários e notificação de receitas, fracionamento, estabilidade dos medicamentos e armazenamento”, explicou o chefe do Departamento de Vigilância em Saúde, Ivan Luis Carpim.

A capacitação teve atividades ministradas pela farmacêutica da Vigilância Sanitária, Lúcia Elena Prando, e pelo médico veterinário do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses), Wilson Guarda. “Além da questão medicamentosa, também verificamos a necessidade de aprimorar os fluxos de informações para vigilância e controle da raiva”, completou Carpim.

Primeiros Socorros

A Secretaria de Saúde finalizou nesta terça-feira (16) treinamento de primeiros socorros para profissionais da Secretaria de Educação. Iniciada na sexta-feira (12), a ação foi realizada no Salão Nobre da Secretaria de Educação. As atividades contaram com palestras ministradas pelas enfermeiras Liliane Fernanda Barboza e Maria Helena do Prado Martins. O objetivo foi esclarecer dúvidas em segurança para as profissionais no trato diário com as crianças.

Durante o treinamento as enfermeiras orientaram as monitoras sobre como proceder em caso de acidentes com crianças de três faixas etárias: 0 a 28 dias, lactantes de 29 dias a um ano e de um a ano a menores de oito anos. Os temas abordados foram picadas de inseto, alergias, engasgo, afogamento, queimaduras e acidente automobilístico no trajeto.

Fotos: Marcel Carloni

Assessoria de Imprensa

Comentários

Notícias relacionadas