24horas Política RMC 

Valéria Bolsonaro reúne-se com diretores de hospitais para levantamento das necessidades de melhorias para a saúde de Campinas

Tabela SUS também tornou-se tema de discussão por parte dos presentes

A Deputada Estadual, Valéria Bolsonaro, PSL, recebeu ontem (08), às 9 horas, no salão nobre do Hospital Irmãos Penteado, da Santa Casa de Campinas, líderes de hospitais para tratar das principais necessidades da área da saúde no município.

Valéria iniciou o encontro, colocando seu mandato à disposição e ouviu as reais necessidades enfrentadas no dia a dia pelos diretores de hospitais.
Seu principal objetivo com essa reunião foi unir forças para conseguir atender de maneira efetiva aos hospitais, implementando melhorias por meio de políticas públicas e destinação de emendas parlamentares.

Estiveram presentes nesta reunião além da anfitriã Valéria Bolsonaro e equipe, o vice- prefeito de Campinas, Henrique Magalhães Teixeira, membros da Secretaria de Saúde de Campinas, Divisão Regional de Saúde – 7, Diretoria de Convênios da Prefeitura de Campinas, Movimento Direita Campinas, Departamento de Gestão e Desenvolvimento Organizacional de Campinas, Sobrapar, Puc Campinas, Diretores da Área da Saúde da Unicamp e hospitais Boldrini, Maternidade de Campinas, Mário Gatti, Beneficência Portuguesa e Hospital de Amor de Campinas.
Valéria comentou aos presentes que nestes meses de mandato destinou cerca de R$1.700.000,00 a diversos hospitais de Campinas, mas ressaltou que seus objetivos vão além da destinação de recursos.

A Deputada explicou que além de oficializar as indicações de emenda parlamentar e conhecer o verdadeiro panorama da saúde em Campinas ela desejava com essa reunião saber das considerações acerca da Tabela de Procedimentos SUS, uma vez que ela está em contato com o Sub-relator da Comissão de Seguridade da Família que está tratando do tema de reestruturação da tabela, Deputado Luiz Antonio Teixeira Junior (PP-RJ).
“Infelizmente, grande parte dos nossos hospitais e santas casas estão passando por tempos difíceis, com déficits em seus orçamentos, muito por conta da não atualização da tabela SUS, que não passa por reajustes há 17 anos,” afirmou a Deputada.
Segundo a parlamentar, ainda neste mês de outubro deverá ser realizada a última reunião nesta subcomissão, com a presença do Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, para a partir de então, se concentrarem no relatório deste grupo de trabalho para entrega no final do mês de outubro.
“Estamos trabalhando também neste sentido mais amplo e vamos levar as necessidades de Campinas em relação a tabela SUS a quem realmente possa trazer melhorias aos nossos hospitais,” registrou a Deputada.

A parlamentar está empenhada em melhorias para a saúde pública do Estado e também no município de Campinas, sua cidade natal, e tem feito um trabalho especial no combate ao câncer na Assembleia Legislativa e em relação às pessoas com deficiência, sendo líder de duas frentes parlamentares que tratam destes assuntos.
“O que for possível iremos conseguir para nossa saúde, o que ainda se faz impossível, nós iremos buscar,” registrou Valéria.
Para o vice- Prefeito Henrique Magalhães Teixeira, a reunião foi bastante positiva.


“Considero louvável esse trabalho de articulação de uma Deputada que tem grande acesso ao governo federal e ao governo Estadual para organização dessas pautas e principalmente para discutirmos sobre as maneiras de sanarmos os problemas que impedem que as emendas cheguem aos municípios. Precisamos agora organizar todas essas tratativas para darmos andamento e melhorarmos ainda mais nossa saúde. Parabenizo à Deputada pelo importante trabalho realizado com essas discussões”, registrou o vice-prefeito.
Erli Marques, do Hospital Maternidade de Campinas também descreveu o momento como singular.

“Este foi um momento único que a Deputada Valéria Bolsonaro nos proporcionou em busca de soluções para o município de Campinas, parabéns,” registrou.
Para a Drª Silvia Brandalise, Médica Fundadora do maior hospital especializado em Câncer pediátrico da América latina, até mais importante do que os mutirões contra as doenças são os acessos ao tratamento.

“Não adiantam os mutirões se não temos o acesso rápido para iniciarmos o tratamento, daí a importância das discussões. Para mim, hoje o sistema está desarticulado, uma vez que o resultado atual é a demora de meses até o paciente entrar no sistema”, disse.

Drª Silvia afirmou que outra preocupação sua em relação ao tratamento do câncer são os medicamentos rotulados como similares genéricos ou clones.
“Não sabemos como ele é comparado ao produto de referência, uma vez que a legislação não exige efetividade e segurança. Precisamos melhorar isso,” registrou.

Comentários

Notícias relacionadas