SB24Horas

Notícia na hora certa!

Segmento de hotelaria no Brasil: entenda o cenário

Desde março de 2020, o segmento de hotelaria no Brasil e no mundo todo tem lidado com as consequências da pandemia da Covid-19.

Durante a maior parte deste tempo, os impactos foram extremamente negativos, pois, além das medidas de distanciamento social, a também enfrentou-se e ainda enfrenta-se uma crise econômica em que viajar a passeio deixa de ser uma prioridade.

Apesar da vacinação no país ter começado em janeiro de 2021, somente no início do segundo semestre é que os avanços da aplicação das doses puderam começar a trazer alívio para o ramo do turismo e, consequentemente, a hotelaria.

Com grande parte da população adulta imunizada pelo menos com a primeira dose e o relaxamento de medidas de restrição por conta da pandemia, muitas pessoas voltaram a programar viagens, seja para destinos próximos ou não.

 Se você atua em negócios no mundo da hotelaria, seja hotel, resort ou pousada, preparamos neste post, as principais informações que você precisa para entender o atual cenário da hotelaria no Brasil, confira:

Atendimentos com responsabilidade

Apesar da pandemia ainda não ter terminado e o futuro em relação a isso parecer muito incerto, não se pode negar que algumas mudanças causadas por ela vieram para ficar. E, muitas delas, são positivas. Mesmo em um período repleto de adversidades, muitos negócios conseguiram mostrar-se resilientes, flexíveis e adaptáveis, empresários do setor de hotelaria não medem esforços para, dentro da realidade de cada negócio, fazer o que for preciso e necessário para continuar atendendo seus hóspedes segurança e cumprindo protocolos de higiene. Afinal, mais do que comercial, esta é uma questão de responsabilidade e que pode ajudar a contribuir para que as medidas de restrição da pandemia sejam cada vez menores.

Adaptação e tecnologia

Diante deste novo cenário, adaptar-se virou sinônimo de sobrevivência e, por sorte, a tecnologia tem se mostrado grande aliada nesse aspecto. Como os clientes têm se mostrado cada vez mais exigentes e os estabelecimentos buscam acompanhar e proporcionar as melhores soluções, o investimento em sistemas de gerenciamento de propriedades hoteleiras (PMS) pode ser uma excelente solução. Trata-se de uma plataforma que possibilita que um hotel ou grupo de hotéis gerenciam serviços como reservas, check-in e chek-out, distribuição de quartos, cálculo de tarifas e até atividades mais avançadas que proporcionam a experiência completa aos hóspedes, como por exemplo: operações de alimentos e bebidas, arrumação de quartos e gerenciamento de manutenção, de spa e diversas outras opções.

Este é um ponto que merece muita atenção pois, usar recursos tecnológicos como aliados permite oferecer serviços mais completos, eficientes e, principalmente, mais otimizados. É claro que o investimento é relativamente alto e, por isso, você pode implementar as mudanças aos poucos. Veja algumas soluções:

WhatsApp

Um dos mais importantes canais de comunicação atualmente, o WhatsApp pode ser um grande aliado no dia a dia do hotel e no relacionamento com os clientes, desde que seja utilizado por equipe preparada e capacitada para atender a demanda, afinal, se você disponibilizar um canal para os clientes, tem que dar conta de atendê-los com qualidade e agilidade. Ele pode ser utilizado, por exemplo, para realização de check in e check out on-line, possibilitando mais rapidez no fluxo de entrada e saída dos hóspedes e evitando aglomerações.

Quanto menos papel, melhor

Que tal abolir ou reduzir o máximo possível a quantidade de papéis espalhadas pelo hotel? Seja nos cardápios dos restaurantes, nos avisos e recomendações fixados nos quartos, na lista de serviços oferecidos pelo spa… Onde for possível, vale a pena investir no uso de tablets, além de serem mais sustentáveis, são muito mais práticos de serem higienizados, contribuindo com a segurança de colaboradores e hóspedes.

Perfil dos hóspedes

Como já comentamos aqui, os impactos da pandemia vieram para ficar, pelo menos por enquanto. Prova disso é que, em relação aos últimos anos, o perfil dos hóspedes também sofreu mudanças, entenda as principais:

Estadia prolongada

Se antes da pandemia os turistas faziam viagens mais curtas, com duração de um final de semana ou no máximo uma semana, agora eles tem ficado duas semanas, vinte dias… Nota-se que a preferência é por viajar menos vezes ao ano, por mais tempo. Desta maneira, é muito importante que os hotéis estejam preparados para oferecer atividades e serviços diferenciados com objetivo de manter os hóspedes entretidos e com opções do que fazer durante este período de estadia.

Trabalho remoto

Um dos motivos do aumento dos dias de estadia é a possibilidade de trabalho remoto. Com a pandemia, muitas empresas aderiram permanentemente ao home office, o que possibilita trabalhar de qualquer lugar. Nestes casos, o papel do hotel é garantir infraestrutura de qualidade para que os hóspedes consigam manter sua rotina profissional. Por isso, oferecer internet de qualidade, mobiliário adequado como escrivaninhas e cadeiras confortáveis nos quartos e uma boa estrutura para realização de reuniões e conferências é fundamental.

Conclusão

Mesmo enfrentando muitos desafios, aos poucos, as coisas têm voltado a normalidade, claro, com respeito às novas necessidades impostas pela pandemia. É muito importante que seu negócio acompanhe, mesmo que gradativamente, as demandas para continuar oferecendo os melhores atendimentos e experiências aos hóspedes.