Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Quais são os principais tipos de escova progressiva?

Se tem um mercado que só cresce e não conhece crise, esse mercado é o da beleza. Porém, na mesma proporção, cresce a exigência por parte das pessoas, que buscam e priorizam novidades e avanços.

Por isso, quanto mais diversificado for o catálogo no salão, mais chances terá de ampliar a clientela e, consequentemente, o seu lucro.

Sendo assim, é fundamental conhecer as novidades do mercado para conseguir chamar a atenção de novos clientes e conseguir retê-los.

Hoje, por exemplo, já existem produtos que prometem maravilhas, como a progressiva no chuveiro, por exemplo, com resultados incríveis, e é preciso estar sempre em dia com essas novidades.

Pensando nisso, resolvemos mostrar aqui os principais tipos de escova progressiva que, sem dúvida, são os procedimentos mais procurados em qualquer salão de beleza e, portanto, não pode deixar de oferecer.

Principais tipos de escova progressiva

 

De escova marroquina à americana, passando pela escova de chocolate, morango, inteligente, indiana, ou definitiva, são muitas técnicas diferentes a considerar, confira!

1. Escova de chocolate

Que o chocolate é uma paixão nacional, disso ninguém duvida, mas que ele também pode ser usado como base de um procedimento estético, isso muita gente ainda desconhece.

Então, a escova de chocolate, disponível com ou sem formol (nesse caso, com menor poder alisante), é indicada para reduzir o volume e aumentar o brilho dos cabelos.

Tendo como base o extrato de cacau, além da queratina, cafeína, proteína oriunda da seda e ácidos graxos, essa escova é indicada para tratar fios ressecados e com frizz, porém, não é indicada para clientes com couro cabeludo muito oleoso ou crespo, já que essa escova aumenta a produção de óleo no topo da cabeça, enquanto os fios ficam com um aspecto mais ressecado.

2. Escova de morango

Sem contraindicação, e mais indicada para cabelos ondulados, essa escova contém em sua fórmula a etanolamina, queratina, proteína e ácido de morango, um combo perfeito para tratar o aspecto volumoso e ressecado através da vitamina C.

Por não levar formol em sua composição, a escova de morango é perfeita para quem quer reduzir o volume dos cabelos mas tem alergia ao formol.

3. Escova americana

Ao contrário das demais escovas, a americana tem como principal diferencial o uso da  guanidina, uma substância pura, cristalina e muito alcalina, super eficaz para reduzir o volume dos cabelos, sendo, por isso, indicada para quem tem cabelos cacheados e muito volumosos, oferecendo um alisamento mais natural, que pode durar até 6 meses.

4. Escova marroquina

A escova marroquina tem em sua composição a argila branca, misturada a óleo de cacau do Marrocos, mais 0,2% de formol (quantidade máxima permitida no Brasil), por isso, é ótima opção para quem quer alisar, hidratar e prolongar o alisamento, que dura, em média, de 3 a 5 meses.

Indicada especialmente para cabelos ressecados, ondulados, cacheados e quebradiços. Por outro lado, é contraindicada para fios muito sensíveis ao formol.

5. Escova indiana

A escova indiana é indicada para quem pretende hidratar mais do que alisar os fios, e isso porque essa escova possui, em sua fórmula, extrato de sândalo, cravo-da-índia, amêndoas doces e PCA sódico (um aminoácido que tem efeito desumidificante), ingredientes que deixam os fios macios, com brilho e, ainda, com menos volume.

A escova indiana, no entanto, tem duração média de 1 mês, sendo indicada para quem tem cabelos lisos, mesmo que através de tratamento químico.

6. Escova inteligente

Essa escova possui em sua fórmula: queratina, minerais, óxido acetamide, proteínas e 0,2% de formol, por isso, além de alisar, ainda recupera as pontas difusas e diminui o frizz.

A escova inteligente, no entanto, não é a melhor opção para quem tem cabelos muito ondulados ou crespos, já que o resultado alisado pode não ser tão eficaz.

7. Escova definitiva

Por último, mas nem por isso a menos eficaz, está a escova definitiva, na verdade, é a que apresenta um resultado mais visível e duradouro.

Ela tem em sua composição a guanidina, hidróxido de sódio e tioglicolato de amônia, que garantem o efeito alisado por mais tempo, após um processo de quase 8 horas no salão de beleza.

O resultado é bem compensador, sendo necessário fazer o retoque apenas a cada 6 meses na região da raiz.

A técnica é indicada para cabelos ondulados ou crespos e com excesso de volume, perfeita para quem busca um alisamento duradouro, já que a escova progressiva modifica a estrutura dos fios, deixando um aspecto bem mais liso logo ao final do procedimento.