RMC 

Procon de Nova Odessa pesquisa 44 itens da ceia de Natal em estabelecimentos

Fiscais do órgão de defesa do consumidor analisam produtos diversos em seis comércios

 

O Procon de Nova Odessa, através do setor de fiscalização/pesquisas, realizou pesquisa de produtos de ceia de Natal nos dias 17 e 18, envolvendo os seis maiores estabelecimentos comerciais do município. Fazem parte da pesquisa panetones, carnes (aves, suína, bovina e peixe), frutas, enlatados e bebidas, em um total de 44 itens. O órgão é mantido pela Prefeitura, através da Secretaria de Assuntos Jurídicos.

Dos 22 produtos encontrados em todos os locais da pesquisa, a diferença entre aqueles com menor preço para os de maior valor cobrado foi em média de 50,5%. Foram encontrados 16 produtos com diferença superior a 78% do estabelecimento com menor preço para o de maior. “Esta não é uma pesquisa completa de preços, mas um parâmetro pro consumidor”, diz o advogado José Pereira, diretor do Procon.

Entre os produtos, as maiores diferenças constatadas entre o maior e o menor preço foram: panetone tradicional caixa 500 gramas; nozes com casca 100 gramas; carne de peixes; carne de frango; pernil de porco e melancia. “A orientação do Procon é para que o consumidor faça uma cuidadosa pesquisa de preço, avaliando sempre a relação preço e qualidade”, explica Pereira.

Outra dica do órgão é ficar atento às informações contidas nos rótulos, como peso, data de fabricação, prazo de validade e condições de conservação. “Deve ser sempre considerado o custo/benefício do deslocamento, no caso de estabelecimentos que estão apresentando produtos mais baratos que o da sua região”, pondera Pereira. Por fim, o consumidor deve sempre exigir a nota fiscal no ato da compra.

O Procon tem realizado este mês uma operação especial de fiscalização nos estabelecimentos comercias e os prestadores de serviços na cidade, tendo em vista as compras de final de ano em Nova Odessa. O órgão também está divulgando a campanha do ‘consumo consciente’, orientando para que as pessoas não se endividem ao ponto de não conseguir pagar.

A repartição pública funciona dentro do prédio do Fórum, na Avenida João Pessoa, número 1.300, com o telefone (19) 3476-3261 como canal de atendimento, de segunda a sexta-feira, e o número de WhatsApp (99978-9621) para denúncias e orientações. Há ainda o atendimento pessoal, das 11h às 16h, e informações pelo site (http://www.procon.sp.gov.br), além do Facebook e Twitter. Junto da Prefeitura, estará de recesso entre 21 de dezembro e 6 de janeiro, mas de ‘plantão 24h’ no WhatsApp.

Comentários

Leia também...