fbpx

Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Você sabe como funciona o processo de mineração de bitcoin?

O Bitcoin é uma criptomoeda que está com tudo! Além de servir como pagamento em alguns estabelecimentos e instituições de ensino, os Bitcoins se tornam uma ótima alternativa para quem deseja fazer investimentos no mundo digital!

 

No entanto, entrar nesse mercado não é tão simples assim. Antes de tudo, é necessário aprender o processo de mineração de bitcoin e entender mais sobre o assunto. Por isso, vamos explicar a você como encontrar novas moedas e conseguir novos lucros.

O que é a mineração de Bitcoin?

Estima-se que há cerca de 17 milhões de Bitcoins no mundo. Porém, o protocolo da criptomoeda permite que existam até 21 milhões. Sendo assim, diversos investidores estão “à caça” de novos BTCs por meio de cálculos matemáticos e camadas de criptografia.

 

Resumidamente, a mineração de Bitcoin consiste na resolução desses cálculos, a fim de encontrar novas criptomoedas. Assim que um minerador encontra um novo BTC, ele o registra na blockchain e a partir de então, pode ser utilizado.

 

Esse processo ocorre em supercomputador, com várias placas de vídeo, processadores extraordinários e conectados em rede. Por esse motivo, muitas pessoas que não entendem com tanta propriedade sobre o assunto, acham o processo de mineração parecido com um super game —  no entanto, extremamente lucrativo!

Como funciona a mineração de Bitcoin?

Como sabemos, os Bitcoins não são emitidos pelo Banco Central e regidos pelo Governo Federal e, por isso, as criptomoedas também são geradas e administradas no mundo virtual. No entanto, a cada novo BTC encontrado, é necessário registrá-lo e validá-lo na blockchain —  uma espécie de livro razão público e descentralizados.

 

O mais interessante é que para validar o registro é necessário um comum acordo entre os mineradores. Mesmo fazendo todos os cálculos, deve haver um consenso entre os “nós” —  os participantes da rede. Esse processo garante o funcionamento, a segurança e a neutralidade de todo o sistema.

 

Só após todas essas transações é que o minerador obtém sua recompensa. Cada novo BTC recebe 12,5 bitcoins, valor estimado em mais de R$ 300 mil! Uau! E é claro, para encontrar uma nova criptomoeda, não é fácil!

 

Diversos mineradores estão em busca de novos lucros e, por isso, a concorrência é enorme. Os investimentos em super máquinas são constantes e, assim, a resolução de cálculos pode ser feita de forma mais prática e precisa.

 

O número de nós também não para de crescer e, com isso, além da competição, podem haver problemas para a validação e registro na blockchain, podendo levar mais de 10 minutos. Mas é claro que isso não é um problema para quem deseja investir em Bitcoin e ficar por dentro de uma das redes mais lucrativa atualmente.

Como ganhar dinheiro com Bitcoins?

Além do processo de mineração de Bitcoin, os novos “caçadores” de criptomoedas também ganham taxas a partir do momento que estão enviando novas transações. Ou seja, vale a pena investir e participar do processo, desde que você tenha a disponibilidade para ter uma super máquina em casa e arcar com os custos de energia elétrica e internet.

 

No entanto, países que estão mais à frente quando o assunto é tecnologia têm vantagens! A China, por exemplo, está há anos-luz na frente do Brasil na mineração de Bitcoin, com inúmeras fazendas e mineradores.

 

A facilidade de negociação e a segurança da blockchain são apenas alguns dos pontos altos do universo das criptomoedas. Por isso, depois de saber um pouco mais sobre como encontrá-las, por que não continuar pesquisando sobre o assunto e se tornar um grande investidor?

Comentários

Dennis Moraes