Piracicaba: Obras internas do Hospital Público Regional são retomadas

A Prefeitura de Piracicaba retomou nesta semana as obras internas do Hospital Público Regional. A empresa vencedora do certame, a JHD Construções e Comercio Ltda, já está com uma equipe no local, avaliando a compra de materiais necessário e contratação de mais funcionários para a execução dos serviços.
O prefeito Gabriel Ferrato esteve no local ontem a tarde (18) para uma visita técnica, com o secretário de Obras, Arthur Ribeiro e representantes da empresa.
De acordo com Gabriel, a empresa está tomando todos os cuidados necessários, desde a contratação de mais pessoal e diálogo com sindicato para os trabalhos seguirem em ritmo acelerado. “O HR está na fase de acabamento e as obras externas, que foram aditadas em janeiro, estão praticamente concluídas, faltando alguns trechos de calçadas e plantio de grama, que deve ser concluído até o final deste mês”.
Arthur destacou que hoje 30 funcionários da empresa executam limpeza da obra e posicionamento de caixilhos e contramarcos para o assentamento de portas e janelas. “Até o final do mês, a equipe será de 100 pessoas. Nas próximas semanas equipes de instalação elétrica, ar condicionado estarão no local para avaliação. Além disso, será iniciada a fase de reboco e azulejos nos blocos A, J e Auditório”.
O investimento para a conclusão do Hospital Regional foi de R$ 16 milhões, sendo R$ 10 milhões verbas do Estado e o restante municipal. No ano passado a Prefeitura rompeu o contrato com a Tratente Engenharia, medida tomada após a empresa alegar incapacidade de concluir os serviços previstos no contrato, dentro do prazo determinado.
Enquanto aguardava a conclusão do processo administrativo, obras complementares e externas foram realizadas, como a pavimentação da avenida de acesso, Antônio Elias e a remodelação e pavimentação do novo acesso ao bairro Santa Rita, entre as avenidas Botucatu, Aguaí e rua Umberto Rosato, que beneficiarão os usuários do Hospital Regional e moradores do bairro.
A Hospital ocupa um terreno de 80 mil m², compreendendo 19 mil m² de área construída, para abrigar 126 novos leitos, destinados aos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) da cidade e região. A unidade também realizará até 2.000 cirurgias/mês de média e alta complexidade e 700 cirurgias/mês eletivas (não urgentes) que serão atendidas no Hospital Dia.
O Hospital Regional está dividido 10 blocos, divididos em Bloco A –  Apoio, Bloco B – Diagnóstico, Bloco C –  Reabilitação, Bloco D –  Hospital Dia, Bloco E – Centro Cirúrgico, Bloco F – UTI, Bloco G – Cuidados Mínimos, Bloco H – Internação, Bloco I – Administrativo e Bloco J – (J1, J2 e J3) –  Apoio e infraestrutura.
Assessoria
Comentários

Notícias relacionadas