Sábado é dia de ‘Cortejando’ em Nova Odessa

Espetáculo do Grupo Babado de Chita será apresentado durante edição do Circuito Cultural Paulista

 

Um cortejo musical em que são relembrados os mais diferentes ritmos do Brasil e onde todos são convidados a brincar com a sonoridade e corporalidade. Essa é a proposta do grupo Babado de Chita, que se apresenta na noite de sábado (21/03), na Praça Central José Gazzetta, em Nova Odessa. A apresentação abre a edição 2015 do projeto Circuito Cultural Paulista na cidade.

Nascido em meados de 2002 em São Paulo, o Babado de Chita une dança, música e pesquisa cênica popular. No “Cortejando”, ritmos como caboclinho, congada, coco, cacuriá e ciranda conduzem o cortejo por espaços alternativos. Ora em movimentos, ora em rodas dançantes, público e artistas compartilham música, dança e diversão. O elenco do espetáculo é formado por Aline Damásio, Bárbara Nunes, Gabriela D’Ellia, Gustavo Lima, Haydée Kacman, Maria Adissi, Maria Pimentel, Pedro Ribeiro e Roberta Larizza, com participação especial de Jorge Balbyns. A direção é de Pedro Ribeiro.

Diretor de Cultura e Turismo de Nova Odessa, Leonardo Blanco afirmou que esta será uma apresentação especial e convidou a população a participar. “É um grupo bem diferente. É um verdadeiro cortejo em que os integrantes desfilam com instrumentos de sopro e percussão, apresentando músicas melódicas”, disse.

Blanco destacou que a apresentação abre a programação 2015 do Circuito Cultural Paulista, projeto que será realizado na cidade através de convênio firmado com a Secretaria de Cultura do Estado. “Essa é apenas a primeira apresentação. Temos uma agenda bem especial para ser desenvolvida durante todo o ano”, ressaltou.

A apresentação acontecerá no coreto da Praça Central a partir das 20h e é gratuita.

 

O CIRCUITO CULTURAL – O Circuito Cultural Paulista é um programa do Governo do Estado de São Paulo que visa promover a difusão cultural descentralizada. Por meio da realização de espetáculos em diversas linguagens artísticas, busca atuar na formação de público e no acesso da população à diversidade artística.

Comentários

Notícias relacionadas