Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

O que fazer com o dinheiro da restituição do Imposto de Renda?

Entenda o que é a restituição do Imposto de Renda e saiba como utilizá-la da maneira mais benéfica possível !

A restituição do Imposto de Renda é extremamente necessária para que você possa conseguir colocar algumas contas em dia ou, simplesmente, comprar algo que estava esperando há um certo tempo. No entanto, é válido lembrar que o dinheiro precisa ser gasto com total responsabilidade, já que ele pode fazer falta no seu orçamento.

Assim, é importante levar em consideração que todos os investimentos servirão para melhorar a sua qualidade de vida no futuro. Sendo assim, pesquisar uma boa forma de aplicar o dinheiro é a melhor opção para conseguir ter estabilidade e tranquilidade.

Mesmo que seja com o dinheiro da restituição do Imposto de Renda, é necessário saber como e onde investir.

Já que, um pequeno valor pode acabar se tornando algo ainda maior, principalmente se você acertar na hora de fazer a aplicação. Dessa maneira, não deixe nenhuma oportunidade escapar.

Saber o que fazer com esse valor é tão importante quanto saber como declarar previdência. Por isso, fique atento a todos os detalhes deste artigo e aprenda, da melhor maneira possível, a utilizar o dinheiro de forma consciente para aproveitar os seus frutos no futuro.

O que é a restituição do Imposto de Renda?

A restituição do Imposto de Renda nada mais é do que a devolução de um valor que foi depositado a mais durante a declaração do seu imposto. Isso quer dizer que, caso tenha pagado a menos, ficará com um saldo a pagar. No entanto, se pagou um valor a mais, o valor será restituído com possibilidade de resgate.

Isso pode acontecer, principalmente, por causa de algumas deduções previstas no Imposto de Renda. Elas são condições para que os impostos sejam reduzidos, fazendo com que o saldo a pagar seja menor do que aquele que estava previsto para o imposto retido na fonte.

Como usar o dinheiro da restituição?

Agora que você já sabe o que é a restituição do Imposto de Renda, está na hora de saber o que fazer com o dinheiro que foi devolvido com possibilidade de resgate. Preste atenção nas dicas para não acabar deixando uma boa oportunidade de investimento passar!

Aplicar no Tesouro Selic

Um dos principais motivos para que o Tesouro Selic tenha se tornado cada vez mais popular é, justamente, por ser extremamente seguro e trazer rendimentos conforme o esperado. Por isso, ele acaba atraindo novos olhares, até de quem tem medo de fazer algum investimento.

Esse tipo de aplicação nada mais é do que uma opção de baixo risco, muito parecida com a poupança. Uma de suas principais diferenças é que o retorno se mostra bem maior. Sendo assim, porque não colocar o dinheiro da restituição do Imposto de Renda nesse investimento?

O Tesouro Selic é um investimento de titularidade pública que, virtualmente, não apresenta qualquer risco para o investidor. Isso quer dizer que, ao colocar o seu dinheiro nele, a única oportunidade que terá é a de ganho e nada mais. Quer um investimento melhor do que esse?

LCI e LCA

LCI significa Letras de Crédito Imobiliário, enquanto LCA significa Letras de Crédito do Agronegócio. Ambas as opções são ótimas maneiras de aplicar o dinheiro da restituição do Imposto de Renda, principalmente por causa da eficácia e do retorno bastante favorável para quem quer fazer o dinheiro render.

Todos os valores que são captados pelas duas acabam sendo convertidos em investimentos dentro das atividades do setor imobiliário ou do agronegócio. Sua maior vantagem está, justamente, na isenção de tributos para esses títulos, fazendo com que você não precise pagar determinadas tarifas do Imposto de Renda.

Sendo assim, caso comece a investir em LCI e LCA, terá todo o retorno financeiro diretamente para o seu bolso, sem nenhuma preocupação. Além disso, outras vantagens também podem ser mencionadas como, por exemplo:

  • Alta rentabilidade, podendo ultrapassar o CDI;
  • Isenção de Imposto de Renda para pessoas físicas;
  • Investimento garantido pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC) em até R$ 250 mil;
  • Ótima opção de investimento a curto prazo.

CDB

Quer saber o que fazer com o dinheiro da restituição do Imposto de Renda? Então fique atento ao Certificado de Depósito Bancário, o famoso “CDB”. Ele é um investimento de renda fixa que é emitido pelos próprios bancos para facilitar a sua vida e trazer maiores lucros para o bolso.

O CDB funciona como uma espécie de empréstimo, visto que você oferece uma certa quantidade de crédito ao emissor do título. Depois disso, receberá o valor investido junto com uma taxa de rentabilidade no momento em que a data de resgate estiver disponibilizada.

O título costuma ser ideal para financiar as atividades do banco que o emitiu. Quanto maior for o risco que a sua operação terá, maiores serão as chances de aumentar a sua taxa de rendimento. Sendo assim, para quem conhece do mercado e quer tentar algo mais ousado, vale a pena investir o dinheiro da restituição do Imposto de Renda.

Investir em ações

Você tem um perfil de investidor um pouco mais agressivo? Então está na hora de escolher um tipo de investimento que combine exatamente com o que você quer. Uma ação nada mais é do que uma pequena partícula do capital social de uma determinada empresa, seja ela de qual área for.

Ao escolher investir o dinheiro da restituição do Imposto de Renda em uma ação, você poderá optar por um investimento ativo, onde é possível adquirir uma parte de um todo de uma organização. Ao comprar essa ação, o investidor precisará fazer uma boa análise da empresa.

É importante encarar esse processo como se você, de fato, tivesse acabado de se tornar sócio dela. Tenha pequenas noções do mercado, procure saber se ela não tem dívidas e se a diretoria é íntegra!

 

Meta descrição: Confira as melhores dicas para usar o dinheiro da restituição do Imposto de Renda e aproveitá-lo ao máximo