fbpx

Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

O ciúme mata! – por Douglas S. Nogueira

Douglas S. Nogueira

 

       Sentir ciúme é normal? Sim, quando controlado e não ao ser excessivo, doentio ao ponto de perdemos o controle emocional, partindo então para muita das vezes ao um triste fim.

       Diversos indivíduos deixam-se levar por esse sentimento de posse ao sentirem-se “proprietários” de alguém, sendo assim exigem da outra pessoa todo carinho, afeto, atenção, respaldo unicamente para si próprio. Existe ainda o ciúme em relação a objetos, posição social ou no trabalho, bens e até mesmo animais de estimação.

      O ciúme infelizmente pode matar, devido ao fato do sentimento de posse ser ferido por algum diríamos “estranho (a)”. Quantos cônjuges, namorados acabaram por cometerem homicídios (assassinatos), tudo devido ao ciúme doentio, incontrolável? Os casos são inúmeros e pior, cada caso desses ao descobrirmos a razão fundamental, vemos que na verdade nada justificou esse ato cruel. A mulher quando ciumenta age de uma maneira histérica e agressiva, já o homem ciumento é diferente, dificilmente age com palavras parte certamente para o ato final, a morte, pois dentro do mesmo existe um ego que jamais aceita perder.

      Muitas mulheres após espancadas por motivo de ciúme doentio, declaram que desconheciam a espécie de homem que haviam se casado. Será que isso é verdade? Então para que existem o namoro e noivado? O indivíduo ciumento geralmente mostra suas garras na fase de conhecimento entre duas pessoas, seu sentimento de posse é tão grande e incontrolável que o mesmo acaba por revelando esse grave e perigoso defeito.

       Todos nós gostamos de nos sentirmos amados, causando ciuminhos em alguém, isso é bom sim desde que esse sentimento esteja em um grau controlado, pois a partir do momento que a situação chega ao descontrole emocional tudo poderá ocorrer, como por exemplo, agressões físicas chegando mesmo ao cúmulo da morte. Assassinar alguém por ciúme é algo inexplicável e intolerável.

       Na verdade que sente ciúme excessivo não sente amor, vive carregando no mais profundo do coração diversas gotas de ódio, rancor e revolta. Muitas vezes algo indesejável e marcante que ocorreu com os pais desse indivíduo relacionado ao ciúme, deixou uma forte marca no subconsciente do mesmo, porém nada justifica tirar a vida de alguém, pelo motivo de nos acharmos donos da pessoa, já que o único proprietário de nossas vidas é o Pai Celestial.

      Casar com alguém ciumento(a) é procurar a morte é buscar o suicídio. Geralmente a pessoa com esse sentimento declara que irá mudar e o que acontece? Nunca muda, piorando suas atitudes cada dia mais, mostrando-se uma ameaça viva para o cônjuge.

      As pessoas em diversos casos são inocentes, pois quem ama não agride, ameaça ou fere. Quem ama controla seus sentimentos em respeito ao parceiro (a).          Então não nos iludamos!

      O ciúme em excesso é sinônimo de tragédia, morte. Além do que é horrível conviver com uma pessoa ciumenta, os passos que damos é monitorado vinte quatro horas diárias e ainda somos exigidos a deixarmos velhas amizades. Em festinhas ou eventos gerais nossos olhos não tem o direito de olharem lateralmente, nossas bocas de apresentarem um simples sorriso a alguém, devemos ser arrogantes ao invés de simpáticos (as), para assim tentarmos agradarmos ao ciumento (a), isso é algo sufocante e certamente por essa razão o amor vai se esfriando de maneira rápida.  

       Na verdade quem sente ciúme é porque não tem confiança em si mesmo (a). Esse sentimento é uma doença disfarçada de boas intenções, além de grave e perigosíssimo defeito, portanto fica aí o alerta; o ciúme mata!

 

Autor: Douglas S. Nogueira

Técnico de Planejamento da Manutenção

Blog: www.douglassnogueira.blogspot.com

E-mail: douglas_snogueira@yahoo.com.br

Comentários