Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Brasil / Mundo

Novo trajeto de trem terá ligação direta entre Londres e Amsterdã

Além de maior rapidez e conforto, viagens de trem são um modo único de conhecer novos lugares

 

Conhecida por sua boa infraestrutura de transportes, a Europa tem linhas de metrô que são referências na área da mobilidade e constituem o meio de transporte mais usado pela população do continente. Além de viajar pelos lugares, transportes de trilho, como trens e metrôs, permitem deslocamentos rápidos e seguros.

 

Esse continente também possui uma das maiores e mais antigas malhas ferroviárias do planeta. Até duas décadas atrás, as viagens de trem eram um clássico visto em inúmeros filmes gravados em terras europeias.

 

Mesmo com a chegada das companhias aéreas de baixo custo, os trens permaneceram e se reatualizam. Uma inovação vigente na Europa, há alguns anos, são os trens de alta velocidade, que estabelecem ligações diretas entre cidades, como Londres e Amsterdã.

Ligação direta

Amantes de trem vão ter mais um serviço de alta velocidade, capaz de ligar Londres, Amsterdã e Roterdã — cidade portuária situada na província da Holanda do Sul. Essa ligação será oferecida pela empresa Eurostar.

 

A novidade foi possível a partir de um acordo entre os governos da Holanda, Reino Unido, Bélgica e França, a fim de remover o requisito atual de passageiros, com destino ao Reino Unido, de descer, obrigatoriamente, em Bruxelas, na Bélgica, para verificações de segurança.

 

Ao permitir alterações nos controles de fronteira, as autoridades de todos esses países abriram espaço para a circulação de transportes que conectem essas cidades, como os trens direto. A previsão é que esse novo trajeto seja disponibilizado em 30 de abril e a viagem dure cerca de quatro horas.

Maior rapidez e menos burocracia

Além da rapidez, capaz de reduzir, consideravelmente, o tempo de deslocamento e o desgaste gerado no trajeto, esses trens oferecem um conforto que não é visto em outros meio transportes — tais como: poltronas mais espaçosas e serviço de WiFi a bordo.

 

Embora o avião seja o meio mais popular, aberto à comercialização, os viajantes esquecem de contabilizar o tempo para se deslocar até aeroportos, situados em áreas distantes dos centros das cidades, realizar check in e despachar a bagagem.

 

Somados todos esses tempos, além da duração da viagem em si, excursões de até quatro horas costumam ser mais rápidas quando feitas por trem. Diferente dos aviões, as estações ferroviárias costumam se localizar próximas, ou nos centros, das cidades, o que reduz o tempo e o custo do deslocamento, além de facilitar a logística da viagem.

 

Outra vantagem dos trens é a maior agilidade para embarque. Em vez de gastar, pelo menos, duas horas, como ocorre em aeroportos, os trens costumam exigir uma antecedência de apenas 30 minutos. Contudo, como os aviões, os trens costumam ser pontuais, especialmente, em países como a Alemanha e a Inglaterra, o que exige atenção dos viajantes.

Facilidades com bagagem e alimentação

Nos trens, não é exigido limites de peso e de tamanho para as malas, que sequer precisam ser despachadas, como ocorre nos aviões. Tampouco, há restrições no que se refere ao volume de líquidos ou à bagagem de mão.

 

Se você é daqueles que precisam comer algo com frequência durante uma viagem, inúmeros trens direto, destinados a longas viagens, possuem um vagão-restaurante, e alguns chegam a oferecer serviço de snack bar.

Outros trens direto na Europa

A Eurostar é uma das companhias que oferecem viagens de trem direto na Europa, que conectam a Grã-bretanha ao continente a partir de um túnel sob o Canal da Mancha. Desde Londres, é possível se deslocar a Paris e Bruxelas. Além de WiFi, a companhia oferece vagões com bares, cafeteria e restaurantes, além de tomadas e telas de vídeo.

 

A espanhola AVE também é outra empresa conhecida no ramo.  Além de sistemas de áudio e vídeo, os trens da AVE oferecem vagão-bar. Saindo da capital Madrid, é possível ir até cidades turísticas como Sevilha, no Sul do país, e Barcelona.

 

A Thalys é outro exemplo de empresa ferroviária, cujos trens alcançam 300 km/h e são capazes de conectar 17 cidades da Europa ocidental. As passagens devem ser adquiridas com 90 dias de antecedência, saindo de algumas cidades como Amsterdã e Paris.

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado.