Moradias Populares: sorteados devem comparecer até esta quinta-feira no CSU


Os sorteados com uma das 1.320 moradias populares do Bosque das Árvores, empreendimento localizado no Parque do Lago, Zona Sul de Santa Bárbara d’Oeste, devem comparecer até esta quinta-feira (26) no Centro Social Urbano (CSU) para a retirada de senhas visando o agendamento de orientações quanto à entrega de documentação necessária para a sequência do processo de seleção. O atendimento na Sala 10 é realizado pela Prefeitura de Santa Bárbara d’Oeste sempre das 8 às 16 horas.

 

De acordo com dados da Secretaria de Promoção Social, até a manhã desta terça-feira (24), 1.153 pessoas já haviam recebido a senha. Todos os contemplados no sorteio devem comparecer até esta data no CSU para a sequencia do processo. A senha trará a data e horário para a orientação quanto à entrega da documentação que comprove que os sorteados se enquadram no programa Minha Casa, Minha Vida – Faixa 1, com renda familiar mensal de até R$ 1.600,00.

 

O sorteio das moradias populares do Bosque das Árvores foi realizado na última quarta-feira (18) no Estádio Antonio Lins Ribeiro Guimarães (União Barbarense). A lista completa dos sorteados, dos reservas e dos suplentes para as 1.320 moradias populares está disponível no site da Prefeitura (www.santabarbara.sp.gov.br), foi publicada oficialmente no Diário Oficial do Município e também pode ser verificada nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) dos bairros Vista Alegre, São Fernando, Cidade Nova, Conjunto Roberto Romano e Planalto do Sol II, nas Administrações Regionais dos bairros Cidade Nova e Jardim Europa, e no Núcleo de Atendimento Social do Centro Social Urbano (CSU), na Vila Sartori.

 

Para outras informações e esclarecimento de dúvidas, a pessoa deve ligar para os telefones (19) 3454-7945 e (19) 3455-2592, ou enviar e-mail para: minhacasa@santabarbara.sp.gov.br.

 

Bosque das Árvores

 

O Residencial Bosque das Árvores é um empreendimento de interesse social financiado pelos programas Minha Casa, Minha Vida, do Governo Federal, e Casa Paulista, do Governo do Estado de São Paulo, sendo destinado às famílias com renda mensal de até R$ 1.600,00. O condomínio é construído pela empresa Emccamp Residencial S.A., em uma área de 177.695,91 m² em investimento na ordem de R$ 126,7 milhões. Cada uma das 1.320 unidades possui 47,83 m² com dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço. São seis condomínios equipados e cada um conta com área de lazer, quadra poliesportiva, salão de festa e estacionamento privativo.

 

Até então, o último empreendimento para famílias de baixa renda no município era o Conjunto Habitacional Roberto Romano, conveniado com a CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano) em 1990 e entregue em 1996.

 

Todas as unidades são adaptáveis para o uso de pessoas com necessidades especiais, sendo que 40 delas já serão entregues com os equipamentos de acessibilidade instalados. Há também lotes de 250 m² destinados à implantação de unidades comerciais e de serviços. O conjunto inclui ainda a construção de uma escola para atender 330 crianças da Rede Municipal e um Centro de Referência de Assistência Social – CRAS, ambos com possibilidade de ampliação conforme a demanda.

 

Foto: Marcel Carloni

 

Assessoria de Imprensa

Comentários

Notícias relacionadas