SB24Horas

Notícia na hora certa!

Limpeza e desinfecção de clínicas veterinárias

Veja 5 dicas sobre como limpar corretamente a sua clínica veterinária e deixá-la brilhando para receber os clientes.

 

Quem possui uma clínica veterinária sabe o quão é importante que ela esteja sempre bem limpa e arrumada para receber os pets. É um processo longo e constante de limpeza que deve seguir algumas regras para ser prático e eficaz.

 

Os bichinhos transmitem e são suscetíveis a muitas infecções, por isso a higienização da sua clínica deve sempre ser feita com produtos de limpeza específicos para que eles não peguem nenhuma doença enquanto estiverem sob os seus cuidados.

 

Com estas 5 dicas você vai saber limpar corretamente o seu espaço para que os bichinhos e seus donos se sintam bem e seguros.

1 – Escolha o desinfetante correto

A higienização e desinfecção de clínicas veterinárias deve levar em conta muitos fatores no processo de limpeza, mas o principal é escolher os produtos ideais para isso.

 

Os animais são muito sensíveis a cheiros e resíduos de diferentes tipos, então devemos nos atentar a isso. Escolher os desinfetantes normais e perfumados que vendem na maioria das lojas não é o indicado, mas, sim, procurar um bom desinfetante hospitalar que cumpra corretamente essa função.

 

Ao escolher o produto correto, garantimos que todo resíduo seja eliminado de maneira eficiente e que os odores que podem incomodar os pets não sejam um problema. Assim você evita possíveis alergias respiratórias e de pele nos animais.

2 – Lave bem o chão

Um chão bem limpo é fundamental para qualquer estabelecimento, mas em uma clínica o cuidado deve ser redobrado. Por ser um dos lugares que mais ficam sujos, é um dos mais perigosos para se transmitir infecções para os pets. Por exemplo: se um deles está com alguma ferida, por menor que seja, ele pode ter contato com a sujeira do chão e vir a ter uma pequena infecção por isso.

 

Por essa razão o chão deve ser limpo constantemente e com produtos específicos e próprios para isso. O uso de um desinfetante hospitalar é perfeito para o serviço, pois ele realiza uma limpeza mais profunda da área e assim todo resíduo que pode ficar com uma simples lavagem com água e sabão é eliminado.

 

Em clínicas veterinárias, por conta do grande número de bichinhos, o pelo dos animais se espalha por todos os lados e esse é outro ponto que merece atenção. É importante que esses pelos sejam sempre retirados, pois podem causar alergia aos pets.

3 – Limpe sempre as superfícies

Toda superfície com a qual o animal tiver contato deve ser muito bem higienizada. Já vimos anteriormente sobre a importância de limpar o chão, mas essa não é a única superfície que deve ser limpa.

 

Locais como as gaiolas nas quais os bichinhos ficam quando passam mais tempo na clínica e as mesas onde são atendidos devem receber boa limpeza e desinfecção com produtos indicados.

4 – Esterilize as ferramentas

Ao tratar dos animais o veterinário utiliza diversas ferramentas para realizar os mais variados procedimentos e é essencial que eles sejam cuidadosamente limpos. Deve-se usar um produto indicado para desinfecção desses instrumentos, evitando manter resíduos que podem prejudicar a saúde do paciente.

 

Essa esterilização deve ser feita sempre que sai um pet do consultório veterinário. Em outras palavras, é importante limpar estas ferramentas sempre que trocar o animal que está sendo atendido, pois isso previne doenças e infecções.

5 – Tenha sempre itens descartáveis

Em uma clínica veterinária é comum utilizar lençóis, toalhas, panos e outros itens para manter o animal confortável. O correto seria nunca repeti-los com animais diferentes antes de uma boa lavagem, mas em alguns casos é mais prático e eficiente que eles sejam descartáveis.

 

Itens como vasilhas de comida e água dos pets podem ser desinfetados, mas outros como lençóis e toalhas devem ser descartados cada vez que um pet utilizar. Assim você facilita a limpeza de toda a clínica e previne doenças e alergias.