Lançada Campanha de Arrecadação de Lacres em Nova Odessa


Fundo Social e Educação visam meta de 5 milhões para ajudar Boldrini

 

Superar os mais de 5 milhões de lacres arrecadados no ano passado e novamente ajudar o Centro Infantil Boldrini, que trata crianças com diagnóstico de câncer. Essa é a meta da Campanha de Arrecadação de Lacres em Nova Odessa, lançada nesta quarta-feira (29) na EMEFEI (Escola Municipal de Ensino Fundamental e Infantil) “Vereador Osvaldo Luiz da Silva”, do Jardim Marajoara.

O local foi escolhido porque é realizado na escola um trabalho de educação inclusiva com aulas de Libras (Língua Brasileira de Sinais) a alunos surdos e por toda a comunidade escolar. A cerimônia de lançamento da campanha, acompanhada por pais e alunos, teve a presença da primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Andréa Souza.

Também compareceram à ocasião a secretária municipal de Educação, Claudicir Brazilino Picolo, e Regina Celis Sasso, idealizadora da iniciativa promovida pelo Fundo Social em parceria com a Secretaria Municipal de Educação. Os lacres arrecadados são vendidos e a renda é usada em melhorias como compra de tomógrafo e auxilio a quimioterapia/radioterapia, assim como ajuda a casas de apoio.

Os organizadores pedem que os lacres sejam armazenados em garrafas pet, porque fica mais fácil de transportá-los. A primeira fase de arrecadação será concluída na semana do Dia de Ação de Graças (27 de novembro), em evento a ser realizado no Clube da Melhor Idade. As pessoas interessadas em participar da campanha devem fazer a entrega, com o material já contado, uma semana antes da data do evento.

Regina Sasso conta que 16 anos atrás começou a juntar lacres em Americana pela causa solidária e trouxe a iniciativa para Nova Odessa no ano passado, após contato com a primeira-dama do município. “É uma campanha que vem do coração. Ficamos felizes que a Andréa abraçou essa causa para ajudarmos ao próximo”, ressalta.

Claudicir explicou que o objetivo é difundir a campanha por toda a Rede Municipal de Ensino e que a EMEFEI do Jardim Marajoara foi escolhida para o lançamento porque “é uma escola acolhedora e solidária”. Segundo a secretária de Educação, a comunidade deve se unir. “Queremos todos juntos para alcançar a marca dos 5 milhões de lacres arrecadados do ano passado”, acrescenta.

Andréa Souza explica que são ações assim que caracterizam o Fundo Social de Solidariedade. “É uma alegria em poder ajudar quem precisa, estando à frente desse trabalho que colaborar com as crianças atendidas por uma instituição importante como o Boldrini”, ressalta a primeira-dama. “Contamos com a colaboração de cada um nessa campanha”, finaliza.

 

Foto: Osnei Réstio

Comentários

Notícias relacionadas