Dengue: força tarefa recolhe 2 toneladas de criadouros na área central

A Prefeitura de Santa Bárbara d’Oeste recolheu mais de 2 toneladas de criadouros de mosquito da dengue em mutirão de limpeza realizado na quarta-feira (13). Os profissionais de diversas secretarias percorreram 443 quadras e 11.395 imóveis da região central da cidade. A iniciativa foi realizada nos bairros Jardim Conceição, Jardim Belo Horizonte, Vila Sartori, Vila Grego, Vila Furlan, além do Centro, entre outros locais, com cinco caminhões e duas camionetes, com cerca de 50 funcionários envolvidos. A Administração Municipal segue durante todo o ano com diversas ações em combate a doença. A próxima força tarefa será na região do Jardim Pérola.

 

Foram retirados vários tipos de objetos potenciais criadouros do mosquito, como baldes, pneus, garrafas, lonas, baldes, pratinhos de vasos de plantas, recipientes em geral. O material recolhido foi levado até o Aterro Sanitário do município, onde foi triado, separado e destinado. A medida tem o objetivo de diminuir a população do mosquito e a probabilidade de transmissão do vírus nos locais. O intuito é retirar o máximo de criadouros do Aedes Aegypti, mosquito transmissor da dengue, de forma a diminuir a população de mosquitos e, consequentemente, a transmissão viral naquela região.

 

“Os trabalhos integram as Secretarias do município numa ação de prevenção e saneamento doméstico. Com isso podemos dividir a responsabilidade com todos, pois prevenir a dengue é uma tarefa de toda a população juntamente com o Poder Público. Acredito que essa determinação do prefeito Denis é muito acertada, uma vez que ações de prevenção devem ser tomadas por todos e devemos trabalhar integrados para que as ações sejam mais eficientes neste combate”, comentou o coordenador do CCZ, Alexandre Visockas.

 

As ações de controle do vetor realizadas pelos agentes de controle de endemias são as visitas domiciliares para inspeção e orientação à população quanto à medidas preventivas, arrastão de retirada de criadouros, bloqueio e controle de criadouros, nebulização e bloqueio de transmissão, visita a pontos estratégicos e imóveis especiais, busca ativa de suspeitos e atividades de informação, educação e comunicação à população.

 

A Prefeitura pede o apoio da população no combate ao mosquito Aedes Aegypiti. Entre as ações de prevenção, a Secretaria de Saúde alerta para tampar reservatórios de água – como cisternas, caixa d’água, tanques e fossas -, manter as calhas limpas, armazenar garrafas com o bico voltado para baixo, manter pneus cobertos evitando acúmulo de água, manter o quintal limpo, roçado, removendo lixo e entulhos, armazenando-os em recipientes adequados e depois os destinando à coleta. A população também deve lavar com bucha recipientes de alimentos de animais domésticos pelo menos uma vez por semana, abrir portas e janelas quando a nebulização estiver sendo feita na rua e nunca deixar de atender em casa o agente de saúde. Mais informações a população pode procurar a UBS (Unidade Básica de Saúde) mais próxima.

 

Foto: Marcel Carloni

Comentários

Notícias relacionadas