SB24Horas

Notícia na hora certa!

Conheça os principais tipos de café

Veja quais são os principais tipos de grãos de café e suas características marcantes

 

Quem ama um bom cafézinho não pode deixar de conhecer seus principais tipos, principalmente para garantir uma melhor experiência gastronômica. Cada grão apresenta suas particularidades relacionadas ao aroma, doçura e acidez.

Existem variedades de café para agradar a todos os paladares, sendo esta uma das razões de a bebida ser uma das mais apreciadas pelos brasileiros. Além disso, a planta do café já foi considerada medicinal e apresenta muitos benefícios para a saúde, como o fortalecimento da memória, emagrecimento e prevenção de diabetes.

Continue lendo e descubra as principais categorias de café.

Principais tipos de café

As variedades de cafés comercializadas estão divididas entre Arábica e Robusta. Cada categoria apresenta suas variações, aumentando os tipos de cafés que podemos consumir e a experiência com essa bebida.

Antes de conhecer os tipos listados, é importante saber que cada grão apresentará aroma, sabor e acidez diferentes devido ao modelo de cultivo, solo e clima, além de tempo de torra. Entenda um pouco melhor sobre cada variedade.

Café Arábica

Sua origem é africana, mais especificamente nas montanhas da Etiópia. Isso mostra o principal ponto do cultivo do café: a altitude do local. Quanto mais alta a localização da plantação, melhor será a qualidade do grão.

O interessante do café Arábica é que ele tem 50% menos cafeína que os outros tipos, além de mais sabor e qualidade. Muitos dos cafés consumidores no Brasil são originários dessa variedade, como o Catuaí, Topázio, Icatu e Bourbon. Atualmente, as plantações se concentram nas regiões de Minas Gerais, São Paulo, Espírito Santo, Paraná e Bahia.

Café Robusta

O Robusta também é conhecido como Conilon e apresenta uma concentração de 4% de cafeína, proporção bastante superior à do café Arábica. Por esse motivo, seu sabor é mais amargo, sendo perfeito para quem ama esse tipo de gosto.

Diferentemente do tipo anterior, o Robusta não precisa ser cultivado em regiões de altas altitudes. Ele se desenvolve com facilidade em regiões de clima quente e úmido. Além disso, cresce mais rápido e apresenta maior resistência a ataques de pragas, o que torna seu cultivo mais prático.

No entanto, a sua colheita não é tão seletiva como a do Arábica e, normalmente, são ensacados grãos de todos os tipos, ou seja, grãos com imperfeição, verdes, maduros e até com casca, resultando em uma variedade mais acessível que a Arábica, que acaba sendo considerado um café mais especial.

Café Bourbon

Como citamos, ele é uma variedade do Arábica e é considerado uma das mais conhecidas do mundo. Sua origem é da Ilha de Bourbon, em Madagascar. O grão chegou no Brasil em 1859 e passou a ser cultivado na região de Minas Gerais, no Cerrado Mineiro.

Seu cultivo é bastante específico, contudo, a dificuldade vale a pena, já que o grão é um dos que mais tem qualidade no mundo. Algumas de suas características são:

  • aroma forte e marcante;
  • acidez moderada;
  • corpo médio;
  • leve e adocicado, com notas mais achocolatadas.

Café Catuaí

O Catuaí deve ser cultivado em altitudes acima de 900 metros e é uma espécie desenvolvida completamente no território brasileiro. Essa variedade resulta da junção entre o café Novo Mundo e Caturra.

Seu plantio é mais simples, facilitando o trabalho dos produtores, pois são plantas mais baixas e resistentes. Essa variedade tem acidez moderada e doçura natural.

Café Geisha

O nome aponta para uma origem japonesa, mas esta espécie não tem nenhuma relação com o país oriental. Na verdade, o café Geisha tem origem na Etiópia e é muito produzido no Panamá e em outras localidades da América Latina. Suas características mais marcantes são notas frutadas e aroma floral.

Ficou com vontade de experimentar algum desses cafés? Conhecer as diferentes categorias ajuda a fazer melhores escolhas de acordo com seu tipo de paladar. Cada café proporcionará uma experiência diferenciada e marcante, então não deixe de prová-los.