Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Como funciona o mercado de afiliados?

Você já pensou em entrar no mercado de afiliados? Sabia que é uma das práticas mais rentáveis que existe para gerar aquele dinheirinho no final do mês? 

 

Se você ainda tem dúvidas sobre o assunto, ou sente vontade de saber mais detalhes sobre o mercado de afiliados, fique calmo, pois neste artigo vamos esclarecer todos os detalhes. Prontos? Então vamos lá!

O que é mercado de afiliados?

O mercado de afiliados é uma maneira gratuita de conseguir gerar uma renda extra no final do mês, trabalhando somente o necessário para tal. 

 

Importante dizer que poucas são as pessoas que conseguem viver exclusivamente dessa prática, mas se bem elaborada, vira uma renda interessante.

 

O mercado de afiliados se baseia em revender, por meio de diversas estratégias, produtos de grandes empresas. Assim, as marcas pagam uma comissão para os afiliados que venderem seus produtos, por exemplo, serviços de limpeza para empresas.

 

A vantagem é que, como as empresas lucram pela maior parte da transação, elas já calculam o valor da comissão de seus afiliados, então não tem a necessidade de cobrar pela plataforma que eles utilizam. 

 

Isso faz do mercado de afiliados um local totalmente gratuito e sem compromisso, seja da empresa com o afiliado ou vice-versa. O importante aqui é conseguir vender o máximo de produtos possíveis para algum consumidor.

Vale a pena?

Muitas pessoas passam horas e horas na internet, perdendo tempo com redes sociais e jogos. Não estamos falando de um tempo hábil, onde é investido em uma página de uma empresa ou na exploração de algum projeto, mas tempo desperdiçado com futilidades. 

 

Ademais, a internet é um meio muito forte para geração de dinheiro, então, diversas empresas estão implementando formas de utilizar pessoas interessadas em ganhar uma renda extra. Exatamente por isso que o mercado de afiliados foi criado. 

 

Antes, uma empresa que vendia água sanitária SP, por exemplo, só poderia contar com os próprios métodos de venda, sem contratar influenciadores, porque isso afetaria o lucro da empresa. Por isso, afiliados de maior acesso são mais viáveis. 

 

Os produtos ficam em um canal criado pela própria empresa e são divulgados por inúmeras pessoas interessadas em fazer um dinheiro extra utilizando a internet. Nesse sentido, vale muito a pena, pois é um ramo que já está caminhando a passos largos em outros países.

 

Já no Brasil, começou há algum tempo e está se tornando cada vez mais promissor e rentável, tanto para as empresas quanto para os afiliados. Já os consumidores, muitas das vezes, dependendo da estratégia do afiliado, não sabem dessa parceria. 

 

Veja algumas vantagens:

 

  • Trabalho em casa;
  • Recursos de fácil acesso;
  • Sem prejuízos ou gastos;
  • Renda extra no final do mês;
  • Conhecimento sobre um novo mercado. 

 

Seguindo um outro exemplo, a compra de um concreto celular laje, por exemplo, antes era muito mais complicada sem a ajuda de sites e blogs parceiros para fazer a sua divulgação, agora é possível divulgá-los de diferentes formas. 

 

Por fim, uma das maiores vantagens do mercado de afiliados é o conhecimento gerado em vendas pela internet e o imenso mercado por trás dela. O afiliado após uma experiência do tipo, pode se candidatar a vagas de vendedores efetivas, caso deseje.

Estrutura do mercado de afiliados 

Toda a estratégia de venda segue uma estrutura. Não é diferente com o marketing de afiliados, onde é possível trabalhar com quatro responsáveis pelas etapas de venda. São eles: o comerciante, o afiliado, o consumidor e a rede. 

 

Cada um desses agentes é responsável por uma etapa diferente dentro do mercado de afiliados. No fim, a venda e transporte equipamentos pesados, por exemplo, serão feitas por eles de maneira que todos os envolvidos fiquem satisfeitos com o processo realizado. 

Comerciante

O comercialmente é o agente responsável pela produção do item, muitas das vezes ele é o próprio revendedor. 

 

O comerciante não está muito integrado nos processos de vendas, apenas permite que o produto esteja disponível para os demais agentes. 

Afiliado 

O afiliado é o responsável direto pela cativação do cliente, por isso que o nome “mercado de afiliado” surge pela ação desse agente de vendas. O afiliado é o responsável por utilizar a rede e vender para o consumidor os produtos disponíveis. 

 

As estratégias que forem adotadas são de única responsabilidade do afiliado, que decidirá se o consumidor deve ou não saber de sua parceria com a empresa. Ele pode fazer a divulgação do produto da maneira que achar melhor.

 

Caberá a ele escolher a melhor forma de vender, por exemplo, o bico de corte para maçarico ou qualquer que seja o produto disponível dentro da empresa que ele se tornou afiliado. 

Consumidor 

O consumidor é o agente que faz toda essa máquina rodar, sem ele ninguém estaria utilizando desse método de venda e revenda. Ele que deve ser conquistado pelo produto oferecido pela empresa e pelas estratégias do afiliado.

 

É o consumidor que irá comprar o produto ou clicar nos links deixado pelos afiliados. Todas as estratégias de conversão, atração, venda e interação, seja por meio de blogs, redes sociais, vlogs, e-books, vídeos, são destinadas a esse agente.

 

Quando uma compra é finalizada ou um registro em um site é feito, o afiliado recebe um valor equivalente pela interação que o consumidor teve com a empresa. Dessa forma, todos ganham nesse processo.

Rede

A rede é o canal onde os produtos estão sendo divulgados, ou seja, a empresa monta todo um sistema para que os afiliados tenham acesso a tudo que elas desejam que seja divulgado na web.

 

Esse sistema contém milhares de produtos, links para serem divulgados, maneiras de fazer a divulgação, comissões que serão pagas pelas interações realizadas e produtos que precisam ser divulgados com maior e menor frequência. 

 

É na rede que o afiliado saberá o que será vendido e poderá elaborar suas estratégias. Quanto maior a empresa, maior a rede. Inclusive, os mercados de varejo estão cada vez mais presentes aqui no Brasil.

 

Por isso, aproveite as oportunidades e tente encontrar uma empresa que você sabe que tem um renome positivo para realizar a revenda desses produtos e conseguir ganhar um dinheiro com isso. Divulgue obras comerciais ou outros serviços, se for necessário. 

Como monetizar?

A monetização ocorre de maneira simples e direta. Vai depender do tipo de divulgação que o afiliado escolher e, claro, do tipo de divulgação que a rede da empresa pedirá que seja realizado.

 

Cada empresa trabalha com um tipo diferente de divulgação, mas os métodos de monetização rodeiam sempre os mesmos tipos, que são:

CPC (custo por clique)

Cada interação que um internauta realizar será monetizada, por isso, são divulgadas em blogs e sites. Como o próprio nome diz, quanto mais cliques, maior o custo, maior a monetização.

CPA (custo por ação)

Essa monetização é dependente de uma ação dentro do site da empresa afiliada. Normalmente o preenchimento de algum formulário ou o compartilhamento em alguma rede social, assim o afiliado consegue lucrar com um valor se essas ações forem feitas.

CPM (custo por mil)

Como o próprio nome já diz, quando mil interações são realizadas dentro do meio de divulgação, um valor é monetizado para o afiliado. Então, se o objetivo for divulgar uma  telha galvalume, após 1000 iterações no blog do afiliado ele é monetizado. 

CPV (custo por venda)

O custo por venda é literalmente uma monetização após uma venda ser concluída. É normalmente utilizada por pessoas que já tem uma certa influência dentro das redes sociais ou blogs, justamente por ser uma das difíceis de serem efetivadas. 

CPL (custo por leads)

É feita uma monetização quando uma pessoa que nunca acessou o site da empresa deixa um e-mail ou telefone, ou até realiza um registro. É parecido com a CPA, a diferença é que a CPL trabalha mais com o tráfego orgânico. 

Canais de divulgação

Os canais de divulgação normalmente utilizados são blogs, por trabalharem com muitas informações, redes sociais e vídeos. Vai depender do tipo de produto que será divulgado no mercado de afiliados,

 

A questão é permanecer insistente e ter paciência com o início, até que se entenda a forma como as pessoas interagem com cada tipo de abordagem e com cada tipo de produto. 

 

É importante ficar atento e alerta, como um sistema de incêndio, para não perder oportunidades. Lembre-se que as redes sociais são fortíssimas, invista em conteúdos de qualidade para gerar o máximo de engajamento possível e conseguir mais interações.

Conclusão

Como foi visto nos métodos de monetização, o marketing de afiliados depende exclusivamente da interação que o agente consumidor tiver com o produto disponível na rede. Não tenha receio em abandonar algum produto ou empresa, mas faça na hora certa.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.