Americana: Após cassação cidade terá nova eleição para prefeito em dezembro

Após a cassação do ex-prefeito de Americana (SP) Diego De Nadai (PSDB), e do vice, Seme Calil (PSB), o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) definiu nesta terça-feira (28) que a eleição para escolha dos substitutos será realizada no dia 7 de dezembro, um domingo.

O novo pleito é necessário porque o tucano obteve mais de 50% dos votos em 2012. Caso contrário, o segundo colocado poderia assumir a chefia do Executivo. Os eleitos serão diplomados até 9 de janeiro.

Os candidatos têm até as 19h do dia 7 de novembro para entregar o registro no cartório. No dia seguinte, a propaganda passa a ser permitida. Enquanto o novo prefeito não é definido, desde 20 de outubro o presidente da Câmara de Vereadores, Paulo Chocolate (PSC), assumiu o cargo. Segundo a resolução aprovada pelo TRE, a diplomação dos eleitos no pleito de dezembro tem de ser feita até o dia 9 de janeiro de 2015.

O CASO

Diego De Nadai e o vice foram cassados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em 29 de maio, quando a corte de Brasília manteve a decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de impugnar a chapa deles por irregularidades na prestação de contas da campanha. O então prefeito insistiu e pediu uma revisão da decisão, que foi negada em 15 de outubro. O tucano, que estava liminarmente no cargo até que o recurso fosse votado perdeu, então, o direito de exercer a função.

O relator do processo em 2ª instância, o juiz Paulo Galízia, concluiu que os candidatos mandaram confeccionar 75 mil exemplares da revista de campanha e declararam na prestação de contas um valor abaixo do real. Segundo informou o relator, havia várias “incongruências” nos valores. Após a cassação, o prefeito negou as irregularidades apontadas e disse que a diferença de valores nas notas fiscais apresentadas não foi tentativa de subfaturamento.

Fonte: G1

Comentários

Notícias relacionadas