Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

6 dicas para montar uma startup de sucesso

Uma das palavras mais famosas no meio empresarial do momento, a startup representa uma promessa de futuro para o empreendedorismo, que enfrenta os desafios do mercado global conectado à internet, um ambiente de rápidas e profundas transformações. 

 

A popularidade do termo é compreensível. O surgimento das startups é marcado pelo assombroso sucesso das empresas de tecnologia digital, que atingiram cifras bilionárias com a criação de motores de busca, redes sociais e aplicativos usados mundialmente. 

 

Pioneiras na construção de interfaces que modificariam permanentemente o cotidiano de populações em todo o mundo, as primeiras startups triunfaram sobre um mercado amadurecido, repleto de marcas já consolidadas, através da inovação. 

 

Portanto, inovação é uma característica indissociável do conceito de startup, o motor que empurra empresas em busca da nova revolução de mercado, o novo produto fundamental para a vida, que combine relevância, funcionalidade e acessibilidade em larga escala. 

 

O lucro de uma startup, no entanto, não depende apenas de sua capacidade de criar soluções inovadoras. Essas soluções devem ser compostas de modo que permita sua produção em escala infinita, conferindo outra característica à startup: replicabilidade. 

 

Para alcançar a replicabilidade, o produto deste estilo de empresa deve reunir um baixo custo de fabricação, baixo grau de personalização, junto à alta demanda de mercado. Por estes aspectos, as soluções tecnológicas estão mais próximas desses critérios. 

 

Sua replicabilidade é o fator que separa as startups de outros empreendimentos da indústria tecnológica. Enquanto empresas de software focam na personalização e exclusividade de seus produtos, a startup foca em sua aplicação para o maior raio possível de consumidores.

 

Outro aspecto indispensável para os altos lucros de uma startup, razão pela qual atrai tantos investidores é a capacidade de dobrar receitas sem dobrar custos. Suas despesas operacionais são pequenas e de pouca mobilidade, permitindo o escalonamento. 

 

Escalonar receitas significa um crescimento a partir de uma estrutura que seja capaz de expandir sua produção para além da meta inicial. A startup que inicia seus trabalhos com um número de produtos, pode multiplicar sua produtividade com os mesmos recursos. 

Expansão das startups: entenda mais

O crescimento das startups nos últimos anos, cultivado pela alta procura de empreendedores que desejam abrir um negócio nesta modalidade, e investidores que desejam financiar projetos em andamento, permitiu a diversificação deste mercado. 

 

Tal processo de expansão transformou a startup em um modo de empreender que abrange todas as áreas do mercado, como finanças, educação e tecnologias que lidam não apenas com software, como sua integração ao hardware, como uma balança industrial.

 

Voltadas ao objetivo de vender um valor, as startups buscam satisfazer as necessidades da sociedade digital, criando soluções que eliminem dificuldades e potencializem os instrumentos que já fazem parte da vida dos indivíduos. 

 

Uma startup, que usualmente leva o sufixo “tech”, pode desenvolver uma bateria de maior duração, ou um software que controle mais precisamente o trabalho de valvulas de segurança e alivio em uma indústria, criando a partir de um produto já existente. 

 

De outro modo, as startups podem investir conhecimento e tecnologia na construção de itens novos e inéditos dentro do mercado. Caracterizadas pelo alto risco, as startups dependem do sucesso de suas soluções para sobreviverem, sem a qual lucros são zerados.

 

Esse modelo de empresa, assim como categorias mais tradicionais, é composto pelo tipo de serviço e tipo de cliente a quem este é oferecido. As startups podem atuar fabricando soluções para empresas ou criando produtos voltados ao consumidor final. 

 

Um de seus segmentos mais famosos, as fintechs são startups voltadas à criação de iniciativas para o mercado financeiro, usualmente direcionadas à pessoa física, como contas de pagamento virtuais, cartões de crédito ou corretoras online. 

 

Um exemplo de soluções consideradas B2B ou “business to business”, de empresa para empresa em tradução livre, são os aplicativos que reúnem atividades de diversos empreendimentos, como um shopping virtual que exibe numerosas marcas. 

 

O sucesso natural dos shoppings se dá pela concentração de estabelecimentos em um único endereço, facilitando a vida do indivíduo que não precisa se deslocar para muitos lugares. As iniciativas online elevaram a simplificação a outro patamar. 

 

Assim, o trabalho das startups se concentra na geração de valor, com base naquilo que faz parte da vida de seus consumidores. O empreendedor deste nível opera com visão de longo alcance, observando a realidade em busca de oportunidades de criação. 

Desenvolvendo uma startup

Para desenvolver uma startup de sucesso, é importante que o empreendedor conheça as características que definem e separam este estilo de empreendimento em relação às demais empresas, ainda que estas sejam do mesmo ramo. 

 

As startups, por vezes, demandam um alto nível de especialização, derivado da veia inovadora presente nestes negócios. O setor de produção é a grande estrela do projeto, etapa onde a solução será fabricada e testada. 

 

Para tanto, o novo empreendedor deve calcular a necessidade da contratação de profissionais altamente qualificados e os salários correspondentes ao nível de conhecimento e tipo de vínculo empregatício. 

 

Cada uma dessas despesas fará parte da análise que julgará a viabilidade do projeto, ou seja, a razão entre gastos e lucros, tendo em vista a relevância do produto final. Sendo assim, as principais dicas para montar uma startup de sucesso são: 

 

  1. Conhecer as necessidades do público; 
  2. Buscar auxílio de profissionais experientes;
  3. Planejar o produto detalhadamente; 
  4. Reunir recursos de sócios e investidores; 
  5. Definir métricas de desempenho eficazes; 
  6. Testar modelos de negócio. 

 

Sem as quais o prejuízo pode ser inevitável. O empreendedor deve manter o realismo diante da expectativa de soluções inovadoras e uso da criatividade em ambientes organizacionais e relembrar a importância de seguir etapas com atenção. 

  1. Conhecer as necessidades do público

Por se tratar de um modelo de negócio que tira seu lucro da oferta de valor, a extração do que seja a definição desta palavra é realizada a partir do conhecimento do que a sociedade precisa em determinada circunstância. 

 

Uma empresa de sondagem rotativa, por exemplo, pode enfrentar muitos problemas para se estabelecer no mercado industrial, causada pelo baixo grau de penetração entre construções residenciais, que por vezes não utilizam maquinário ou profissionais adequados. 

 

Uma startup pode atuar neste cenário criando soluções que facilitem o manuseio e reduzam o preço do equipamento, tornando-o mais atrativo para pequenos empreendimentos na área ou pessoas físicas que passem a contratar o serviço. 

 

As startups de maior sucesso são marcadas pela maneira efetiva como solucionam uma necessidade inegável entre o público. O empreendedor que possui uma ideia de negócio deve analisar realisticamente o quanto o consumidor precisa de seu produto. 

 

Em melhores termos, conhecer as necessidades do público é medir o que o cliente tem a ganhar com a aquisição do produto que deseja oferecer. 

  1. Buscar auxílio de profissionais experientes

Um especialista em motorredutor sew, por exemplo, é um profissional que o empreendedor precisa ouvir caso deseje trabalhar com este tipo de equipamento, assim como qualquer outro que fizer parte da produção de suas soluções. 

 

O auxílio de um profissional experiente garante uma calibragem das despesas projetadas, assim como do tempo gasto com a produção e especificações mais técnicas sobre o resultado final. Um especialista na área que deseja investir é uma vantagem irrecusável.

  1. Planejar o produto detalhadamente

Ainda durante o processo definido como ideação, as etapas que consideram o produto e a empresa antes da abertura efetiva do negócio, o planejamento do produto é fundamental para a atração de investidores e a mensuração da relevância do item. 

 

Um software de controle de bomba para poço artesiano deve ser planejado em sua arquitetura, funcionalidades, integração ao hardware, tamanho e nível de complexidade para calcular a viabilidade de sua produção, incluindo a replicabilidade e escalonamento. 

  1. Reunir recursos de sócios e investidores

A capacidade de implementação de uma ideia é medida pelo seu poder de financiamento, ou seja, quantas pessoas e entidades enxergam nela valor suficiente para alocar recursos em sua fabricação. 

 

As startups não iniciam seus trabalhos como uma empresa comum, arrecadando seu capital inicial através do investimento de diversos entes, sendo estes sócios ou não. Cada arruela lisa instalada no negócio advém de uma combinação entre financiamento interno e externo.

  1. Definir métricas de desempenho eficazes

O desempenho dos produtos de uma startup devem estar em constante análise, visto o fato de que está inserido em um mercado competitivo e dinâmico, onde soluções podem se tornar obsoletas rapidamente. 

 

As métricas de marketplace do desempenho de um produto, ou seja, a recepção deste diante de seu consumidor devem ser eficazes e adaptadas ao tipo de produto oferecido, evitando indicadores vagos e adotando um conjunto de diversos índices. 

 

Desta forma, o empreendedor será capaz de medir a importância de seu negócio, a taxa de lucro e identificar correções necessárias e potenciais ameaças para o futuro em um mercado que atua como uma peneira rotativa

  1. Testar modelos de negócio

A fase de testes do produto é indispensável para garantir o sucesso da solução, sendo esta uma atividade que pode ser executada nas fases iniciais de produção, com o item final ainda em desenvolvimento. 

 

A testagem de modelos de negócio engloba a criação de pesquisas de satisfação do cliente, a medição da relevância de soluções análogas não automatizadas, testes de execução do produto e disponibilização de versões beta para o público. 

 

Além da importância inegável de testar o desempenho do artigo, o hábito de analisar o desempenho pode contribuir para uma maior segurança em seu uso, em especial para equipamentos que lidam com o bem-estar humano, como um elevador de carga preço.

Conclusão

As startups representam uma renovação em mercados por vezes estagnados pela falta de iniciativas inovadoras. Frutos da era digital, estas empresas são imprescindíveis para o crescimento e desenvolvimento de muitas áreas da economia global. 

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.