Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Quais são as fases do growth hacking?

Trabalhar com o growth hacking é uma excelente estratégia para empresas que estão buscando um crescimento mais adequado, bem como que querem potencializar suas oportunidades, sobretudo aquelas que estão iniciando suas operações.

Essa expressão surgiu há alguns anos, e ela remodela a forma de pensar o marketing digital para conseguir otimizar resultados, fazendo com que as empresas alcancem seus objetivos de maneira muito mais rápida e prática, gastando menos recursos.

Entenda melhor o que é growth hacking

O growth hacking tem como principal característica acelerar o crescimento de um negócio, conquistando patamares mais avançados de maneira muito mais efetiva através da identificação de pontos críticos para, por exemplo, uma empresa de filtro para poço artesiano.

Essas estratégias envolvem a realização de uma série de experimentos, capazes de afetar as mais diversas áreas da empresa. Através da elaboração de teorias e hipóteses, suas equipes conseguem fazer testes para identificar oportunidades de crescimento.

Isso acaba permitindo que você estruture sua marca de maneira muito mais efetiva, descobrindo novas oportunidades de explorar seu material e criando um conteúdo com muito mais qualidade, uma vez que as ações têm como objetivo a otimização de recursos.

Dessa forma, você consegue encontrar um crescimento mais inteligente e direcionado, que vai se acelerando rapidamente para alcançar grandes resultados para a empresa, aprimorando ainda mais seu conteúdo.

O growth hacking é, então, um marketing que se especializa em experimentação, e tem sido muito utilizado em startups que precisam de resultados rápidos e precisos em sua etapa inicial, para garantir sucesso e tranquilidade financeira.

Para conseguir identificar os pontos críticos, essenciais para uma estrutura de growth hacking, são utilizados os KPIs, ou Key Performance Indicators, métricas de análise que incluem uma série de informações relevantes para esse tipo de trabalho.

Por conta disso, é importante entender os KPIs que você utilizará para alcançar esse tipo de resultado. A verdade é que as métricas que serão utilizadas são um elemento muito específico de cada empresa, seja uma focada em empilhadeira a gás ou em outra frente.

Você precisa ter em mente que cada gestor tem suas próprias definições de sucesso, que tem um impacto direto na forma como você vê as ações de marketing de sua empresa. Por isso é importante entender se você analisará, por exemplo:

  • Tráfego de clientes;
  • Aquisição de leads;
  • Conversão em vendas;
  • Interações sociais.

Existem diversas empresas que utilizam recursos diferentes, embora o número de vendas seja uma constante nesse tipo de verificação.

Isso porque as vendas realizadas por um empreendimento de escova de aço para lixadeira, por exemplo, são responsáveis por todo o processo de trabalho e de saúde financeira.

Entretanto, se você possui um site, e seu ganho maior é pela quantidade de pessoas que vê uma propaganda patrocinada em suas páginas, o ideal é ficar atento ao tráfego que você está recebendo para identificar se os resultados estão satisfatórios.

Conseguir compreender melhor esse tipo de ação é fundamental, uma vez que você trabalhará diretamente com esse tipo de recurso para procurar oportunidades de crescimento e otimização, garantindo mais qualidade na hora de trabalhar estas métricas.

Por que utilizar essa metodologia?

As fórmulas utilizadas em ações mais tradicionais de marketing estão perdendo poder. Antes, o cliente era muito mais reativo, e um veículo de comunicação antigo, como uma televisão ou rádio apresentava em massa sua publicidade.

Então, as pessoas que se impactam de alguma forma pela propaganda acabam comprando seu produto, mas não há uma forma de medir se o investimento que você está fazendo tem algum tipo de retorno.

Esse tipo de publicidade não tinha nenhuma forma de garantir resultados adequados para a empresa, o que podia acabar saindo muito mais caro do que o esperado, principalmente em ações de companhias com orçamentos mais baixos, que acabavam perdendo muito.

O próprio público começou a se tornar mais exigente e questionador, o que teve um impacto direto na publicidade também.

Por conta disso, muitas empresas, sobretudo as mais alinhadas à tecnologia, acabaram iniciando um processo de impacto diferenciado de marketing para vender, por exemplo, selo mecânico tipo 21 ou qualquer outro item.

Nesse ponto, o growth hacking começou a ganhar o mercado, uma vez que se apresentou como uma solução muito mais segura para suas empresas. A pressuposição de experimentação e análise de ações acaba sendo muito desejada pelas empresas.

Uma vez que você só adotará os elementos que tiverem sua eficiência verificada, as soluções acabam se apresentando mais efetivas, rápidas e práticas. Dessa forma, você consegue conquistar resultados efetivos de maneira muito mais funcional.

O growth hacking também tem um ótimo potencial de repetição. Isso significa que se você conseguir identificar um processo que está funcionando corretamente, poderá transformar estas ações com muito mais efetividade.

As fases do growth hacking

Existem quatro etapas importantes dentro do conceito de growth hacking. Inclusive, essa metodologia se pauta no processo, por conta disso é importante seguir um planejamento e não experimentar sem nenhum tipo de propósito.

Cada uma das etapas é muito relevante para a construção do conceito de publicidade e propaganda de uma empresa de, por exemplo, coletor de pó usado. Pois bem, entre os principais pontos estão:

Posicionamento de produto no mercado

A primeira etapa é conseguir alinhar corretamente o produto com o mercado em que ele está sendo inserido, para garantir mais qualidade em sua produção e conseguir satisfazer todas as necessidades da empresa.

Pular esta etapa em um planejamento é o resultado de muitos fracassos comerciais. Isso porque mesmo que um produto seja de qualidade, ele pode estar inserido no mercado errado, ou então ser criado sem que se leve em conta as necessidades de seu público.

Por isso, é importante entender as pessoas que têm um potencial maior de consumo com sua empresa. A ideia é desenvolver um produto com qualidade, que atenda as demandas desejadas de seus consumidores.

Esse tipo de acesso ajuda muito a trabalhar com as vendas de sua empresa, sobretudo em produtos que são mais disruptivos e surgem para evoluir a forma de lidar que as pessoas costumam trabalhar com, por exemplo, um transmissor de temperatura.

Hacks de crescimento

Aqui é o cerne desse desenvolvimento. Suas equipes começam a formular experimentos para identificar as melhores mudanças que podem surgir dentro de seu processo, gerando resultados mais rápidos e baratos.

Para isso, é preciso que seus colaboradores conheçam profundamente seu produto, e tenham um bom know-how no mercado para conseguir encontrar todas as potenciais vulnerabilidades que ele possui, bem como suas chances de crescer.

Dessa forma, são estipuladas diversas hipóteses, que têm como principal objetivo otimizar um processo que já tem sua própria qualidade. Dessa maneira, você consegue uma estrutura mais efetiva para suas ações com, por exemplo, carrinhos industriais.

Viralização

O ideal de qualquer ação dentro do processo de growth hacking é estabelecer o crescimento de sua empresa usando o mínimo possível de gastos. Por isso, o ideal é trabalhar com seus próprios clientes como forma de expandir seu consumo.

O boca a boca ainda é um excelente meio de conseguir vender, principalmente com os avanços na tecnologia, que permitem que uma publicação viralize. Nestes casos, você consegue expandir para muito além de sua rede de contatos.

Como um vírus, a publicação crescerá desenfreadamente, atingindo novos públicos e potenciais oportunidades. Essas ações são muito importantes para conseguir trabalhar com mais qualidade, seja na venda de bebedouro de pressão ou de outro item.

Entretanto, a viralização não depende de você, e sim de seus consumidores. Por isso, esta é uma das partes mais difíceis do processo. Para conseguir tentar aumentar seu potencial de engajamento, você pode ter algumas ferramentas.

Quando você oferece algum tipo de benefício para um cliente quando ele convida outra pessoa para conhecer sua marca, isso ajuda muito no processo de crescimento. Dessa maneira, você evita a necessidade de gastos elevados com ações de marketing tradicional.

Otimizando processos

Uma das principais maneiras de crescer com sua empresa é conseguir otimizar seus processos e apresentar um conceito mais avançado para seus clientes. Quando você cria uma estrutura de trabalho, utilizá-la deve ser a primeira ação a se tomar.

Para isso, é preciso fazer testes, análises, feedbacks e identificar todas as métricas para identificar como as pessoas estão consumindo o que você tem a oferecer, e o que você pode fazer para melhorar ainda mais esse tipo de ação.

Considerações finais

O growth hacking é um processo relativamente novo, mas que tem um grande potencial de trabalho, principalmente em um mercado que cada vez mais procura otimização e inovação em suas propostas.

Nesse modelo, simplesmente lançar uma ideia e finalizar um projeto não funciona. A melhoria dentro desse tipo de ação é contínua e precisa de trabalho constante para ser realizado com qualidade.

Dessa forma, você consegue uma estrutura muito mais adequada para trabalhar em sua empresa, independentemente de qual seja o ramo de atuação.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.