Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

10 cuidados para ter com os seios durante a amamentação

Confira os principais cuidados que você deve tomar com os seios enquanto amamenta o bebê.

 

“Amamentação não dói” é um mantra que as mães de primeira viagem ouvem diversas vezes. Entretanto, muitas se deparam com uma realidade muito diferente durante o puerpério.

 

Já na gestação, as mamas incham, pesam e ficam doloridas. Quando o recém-nascido começa a mamar, os mamilos sofrem uma pressão e sucção como nunca antes. Diante desse cenário, o sutiã para amamentação é um item imprescindível, que oferece suporte e conforto à mãe enquanto ela amamenta.

 

Isso porque as mamadas podem ser longas (às vezes durando até 1 hora) e o bebê chega a mamar cerca de 13 vezes ao dia, ocasionando dores nos mamilos. Mas, felizmente, essas dores desaparecem à medida que mãe e filho se habituam com o aleitamento.

Como cuidar dos seios durante a amamentação?

A prevenção é sempre o melhor tratamento. Logo, preparar os seios e os mamilos para evitar problemas, como feridas e rachaduras, é muito importante. Pensando nisso, listamos alguns dos cuidados que as mamães devem ter durante o período de amamentação. Confira!

1- Posição e pega correta

A posição correta do bebê é o corpinho voltado ao da mãe (barriga com barriga) e a cabecinha em posição mais alta que o bumbum. Já a pega correta consiste em fazer com que a criança não abocanhe somente o bico do peito, mas também grande parte da aréola.

 

2- Banho de sol

É recomendado dar um banho de sol nos seios 15 minutos por dia, mas sempre antes das 10 horas da manhã ou após as 16 horas. O protetor solar é importante, porém longe dos mamilos e das aréolas.

3- Use sutiãs de amamentação

Os sutiãs de amamentação são fabricados com material respirável, como algodão e microfibra, e eliminam a umidade dos mamilos, evitando rachaduras. Por isso, é fundamental ter ao menos 2 para trocar durante o dia.

4- Evite o empedramento do leite

Massagens e ordenhas frequentes podem evitar que os seios fiquem duros e prevenir a mastite (inflamação da glândula mamária). Por isso, procure esvaziar manualmente as mamas após cada mamada.

5- Conchas de amamentação

Os protetores específicos são bastante úteis para manter a roupa da mãe bem sequinha. No caso das conchas, o leite que fica armazenado deve ser descartado.

6- Higienização

Não há necessidade de lavar os seios antes de amamentar o bebê. A recomendação é somente extrair um pouquinho do próprio leite materno após as mamadas e espalhar na região da aréola e do mamilo.

7- Hidratante

O uso de hidratante na aréola e nos bicos dos seios não é necessário, uma vez que o próprio leite materno é o principal responsável para executar essa função. Além disso, os hidratantes podem deixar a pele mais oleosa, dificultando a pega correta do seu pequeno.

8- Mama muito cheia

Quando você percebe que as mamas estão pesadas e doloridas, pode ser um sinal de que seu bebê não está dando conta da produção do leite. Com o tempo, haverá um ajuste natural entre você e o pequeno. Porém, até que isso aconteça, não ofereça o peito ao seu bebê quando ele estiver muito cheio.

 

Isso porque a mama muito cheia dificulta a pega correta e as tentativas da criança poderão machucar os mamilos. Nesse caso, a indicação é igual à forma de evitar empedramento: ordenhar o leite. Entretanto, antes da mamada.

 

9- Compressas

Não faça compressas quentes ou mornas em caso de excesso de leite, pois o calor tende a elevar ainda mais a produção. Procure alívio com compressas geladas ou frias. Chá de camomila gelado é uma boa opção.

10- Término da mamada

De forma alguma puxe o seio com o objetivo de interromper a mamada. A dica é colocar seu dedo mindinho entre a boquinha do bebê e o bico do peito para aliviar o vácuo.