Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Zona Azul: Dia do Estacionamento Solidário acontece nesta sexta-feira


Sexta-feira (8) é Dia do Estacionamento Solidário no sistema de Zona Azul digital de Santa Bárbara d’Oeste. A Prefeitura e a Estapar Estacionamentos, empresa que administra os serviços de Zona Azul no município, programaram para tal data uma ação de responsabilidade socioambiental em prol da Amai (Associação de Monitoramento dos Autistas Incluídos), entidade localizada na Vila Linópolis.

 

Durante esse dia, todo o valor equivalente à renda obtida pelo sistema de Zona Azul será doado à entidade. Os recursos auxiliarão no custeio de projetos para crianças e adolescentes com Transtorno do Espectro do Autismo (TEA), residentes na cidade e incluídos na rede regular de ensino.

 

Para o secretário de Segurança, Trânsito e Defesa Civil, Romulo Gobbi, ações como essa demonstram o comprometimento da Prefeitura e da empresa responsável pelo sistema de Zona Azul com as ações realizadas na cidade. “O Dia do Estacionamento Solidário será realizado uma vez por ano conforme entendimento entre as partes, o que demonstra todo o comprometimento com Santa Bárbara d’Oeste”, comentou. Por sua vez, o diretor da Estapar, Adélcio Antonini, ressalta o resgate do sentimento de solidariedade. “Acima de tudo queremos conscientizar a população sobre a importância da participação da sociedade barbarense nessa ação social”, afirmou.

 

A equipe da Zona Azul Digital, com o objetivo de reforçar a campanha, utilizará camisetas do Dia do Estacionamento Solidário e distribuirá folhetos com informações sobre a iniciativa desse dia especial.

 

Sobre a AMAI

 

A AMAI atualmente atende a 15 crianças e adolescentes com Transtorno do Espectro do Autismo (TEA), residentes em Santa Bárbara d´Oeste e incluídos na rede regular de ensino. O tratamento clínico especializado é realizado semanalmente, tendo como objetivo o monitoramento, suporte e complementação ao desenvolvimento educacional.

 

A equipe multidisciplinar é formada por uma assistente social, uma psicóloga, uma pedagoga e uma terapeuta ocupacional, que atuam em terapias individuais baseadas num programa comportamental, envolvendo práticas e orientações para a família e a escola.

 

A AMAI trabalha para a divulgação do autismo, defendendo o diagnóstico precoce, e também para a inclusão da criança e adolescente com TEA na sociedade. Em abril de 2013 a AMAI-SBO conquistou sua sede própria, por um ato de benevolência de um cidadão barbarense.

 

 

Foto: Luís Eduardo Deffanti

 

Assessoria de Imprensa

 

Comentários

Dennis Moraes