Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Você ama bebidas? Conheça a história e origem do Moscow Mule

Conheça a história fantástica deste delicioso drink.

Quando falamos dos drinks e coquetéis mais conhecidos do mundo, geralmente pensamos no Dry Martini, Mojito, Margarita e Sex on the Beach. Mas você já experimentou o Moscow Mule?

Essa bebida tem uma história incrível e muito interessante, que provavelmente nenhum outro drink tem. Ela é clássica e muito apreciada em diferentes países, mas muita gente ainda não a conhece. Talvez você já tenha visto um drink servido em uma caneca de cobre: trata-se do Moscow Mule. Sua origem mistura uma grande iniciativa de empreendedorismo e marketing. Entenda melhor a seguir!

Origem e história do Moscow Mule

Por mais que o nome do drink traga uma referência a capital russa, a bebida não tem origem no país. Ela foi criada em Los Angeles, durante a Guerra Fria. Sua história se inicia com três empreendedores: John Martin, Jack Morgan e Sophie Berezinski.

Em 1939, John comprou os direitos sobre a venda da vodka russa Smirnoff. Contudo, na época ocorria um impasse político entre a Rússia e os Estados Unidos. Isso fez com que o público não recebesse muito bem a bebida estrangeira. Como resultado, Martin acumulou um grande estoque da bebida.

Na mesma época, Jack Morgan, amigo de Martin e proprietário de um bar em Hollywood, estava para lançar sua marca de cerveja de gengibre (ginger beer). No entanto, suas vendas também não fizeram sucesso.

Outro acontecimento desse período é que Sophie Berezinski, herdeira de um fábrica de canecas de cobre na Rússia, também estava com problemas em suas vendas. Apesar de seu pai tentar enviar uma leva de canecas para os EUA na tentativa de vendê-las, não teve sucesso.

Essa situação cansou o marido de Sophie, pois havia diversas caixas das canecas acumuladas em sua casa. Então, ele deu um ultimato e se não encontrassem um comprador, jogaria tudo fora.

Com isso, a empreendedora saiu pelas ruas de Los Angeles para tentar vender as canecas. O que aconteceu foi que ela bateu no bar de Jack Morgan, chamado Cock’n’Bull. Nesse dia, ele e seu amigo John Martin pensavam no que fazer com seus produtos, que estavam acumulados sem vender.

Como o Moscow Mule é um drink feito a partir de vodca, cerveja de gengibre, gelo e limão, já podemos imaginar o que aconteceu, certo? Os três se uniram e, em 1941, criaram o drink. Eles realizaram diversos testes e experimentos até criar a combinação perfeita. Dessa forma, o drink ficou marcado por seu estilo e elegância, já que é servido na caneca de cobre para manter a temperatura gelada.

Curiosidades sobre o drink

Essa história é sensacional, não é? Mas ela não acaba aí. O ano de 1947 foi marcado por um grande avanço tecnológico: o lançamento da câmera Polaroid. Ainda nesse período, o Moscow Mule já estava no cardápio de muitos bares. Com isso, Martin identificou uma nova oportunidade.

O empreendedor comprou a câmera e foi de bar em bar ensinar os bartenders a fazerem seu drink da forma correta. No final, ele pedia para o barman posar para uma foto segurando uma garrafa de Smirnoff em uma mão e a caneca de Moscow Mule em outra.

Essas fotos foram usadas com o objetivo de convencer diversos restaurantes e bares a incluírem seu drink e a vodka no menu. Essa estratégia funcionou e rapidamente a bebida era uma opção nos bares e estabelecimentos dos Estados Unidos. Um grande case de sucesso, não?

Hoje, o Moscow Mule tem diferentes versões da tradicional. No Brasil, a receita mais popular leva espuma de gengibre, já que a cerveja usada não é muito comum no território brasileiro. Portanto, o drink fica a critério de quem irá saboreá-lo.