fbpx

Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Vereador Jesus questiona Prefeitura sobre condições atuais da frota de ambulâncias

Vereador (AVANTE)

O vereador Valdenor de Jesus Gonçalves Fonseca, o Jesus Vendedor (DEM), protocolou, na semana passada, na Câmara Municipal, o Requerimento 69/2019, por meio do qual pede informações a respeito da quantidade de ambulâncias existentes na Secretaria Municipal de Saúde. No pedido de informações, aprovado na última sessão ordinária, o parlamentar afirma que tem sido procurado por munícipes com esse questionamento, todos preocupados com a situação desses veículos e com a elevada demanda por esse tipo de transporte.

No requerimento, Jesus indaga qual o número real da frota disponível de ambulâncias na Secretaria Municipal de Saúde atualmente e quantos desses veículos estão em boas condições de uso, rodando sem problemas e atendendo às necessidades dos munícipes. O vereador também pergunta o número de veículos sem condições de uso, o motivo, e o valor estimado para a manutenção. Ainda no pedido de informações, ele questiona o número de ambulâncias que recebeu manutenção no ano passado, assim como o valor gasto com esses reparos.

O parlamentar também questiona se a Prefeitura adquiriu novas ambulâncias entre 2017 e 2018, com qual tipo de recurso e se esses veículos já estão sendo utilizados. Mas, em caso de resposta negativa, Jesus Vendedor pergunta se existe previsão para a aquisição de novas ambulâncias, quando isso deve ocorrer e quantos veículos serão adquiridos. Das ambulâncias em condições de uso, Jesus pergunta quantas delas realizam viagens, quantas possuem ar condicionado e se esses veículos estão com a manutenção em dia.

Ainda no pedido de informações, Jesus questiona se a Prefeitura tem uma previsão de quando as ambulâncias sem condições de uso poderão voltar a circular. Ele também indaga qual é o número de pacientes que podem ser transportados por vez nos veículos utilizados em viagens e como são feitos os agendamentos, se ocorrem de acordo com os horários das consultas dos pacientes. O parlamentar também questiona  qual é o prazo necessário para que o munícipe solicite esse serviço.

 

Comentários

Dennis Moraes