RMC 

Varejo da região deve vender 5,1% a mais no Natal

Municípios da base do Sincomercio devem faturar mais de R$ 686 milhões no mês e gerar 1.700 empregos temporários

 

O comércio varejista dos municípios da base do Sincomercio (Sindicato dos Lojistas e do Comércio Varejista de Americana, Nova Odessa e Santa Bárbara d’Oeste) deve faturar mais de R$ 686 milhões em dezembro e gerar pelo menos 1.700 vagas de trabalho temporário neste fim de ano. A previsão é da assessora econômica da entidade, Caroline Miranda Brandão, que projeta crescimento de 5,1% em relação ao mesmo período de 2017.

 

O setor de supermercados irá oferecer o maior número de postos de trabalho. “O segmento de gêneros alimentícios é o que mais deve faturar com as vendas de fim de ano, e o comerciante emprega de acordo com sua expectativa de aumento de demanda”, explica Caroline. Ela lembra, no entanto, que as contratações temporárias não são garantia de emprego. “Tradicionalmente janeiro é fraco e é difícil prever a quantidade de efetivados”. Ainda assim, a economista comemora. “As contratações temporárias já representam um alívio para quem está desempregado”.

 

Faturamento

Segundo Caroline, apesar de não ser tão expressivo, o índice de 5,1% de aumento no faturamento é significativo. Se confirmado, será a maior alta nas vendas em datas comemorativas nos últimos dois anos. “Considerando também dia das Mães, Namorados, Pais e Crianças, o crescimento não tem passado de 3% em comparação ao ano anterior”, explica a assessora econômica do Sincomercio.

Comentários

Leia também...