“Todos Juntos Contra o Aedes Aegypti” acontece no sábado na Vila Sartori


A Campanha “Todos Juntos Contra o Aedes Aegypti”, segue no município.

No próximo sábado (16) a Vila Sartori receberá a ação, que será realizada no período das 8 às 14 horas. O objetivo é intensificar as ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika vírus e chikungunya. Um caminhão acompanhará a atividade para transportar os possíveis criadouros retirados.

A Campanha vem sendo realizada aos sábados e já visitou aproximadamente 6 mil imóveis, com 5 toneladas de criadouros recolhidos desde o início da iniciativa. No último sábado (9) aproximadamente 1 tonelada de possíveis criadouros do mosquito foi retirada das casas dos bairros São Joaquim, Jardim Batagim e imediações. Os agentes de controle de endemias e agentes comunitários de saúde visitaram 946 imóveis com orientações aos moradores daquela região.

“O mutirão tem contribuído para intensificar as ações de controle do vetor da dengue, zika vírus e chikungunya. A ação está sendo bem produtiva e já levou informações sobre medidas preventivas e de controle do mosquito para aproximadamente 6 mil famílias”, destacou o chefe do Setor de Controle de Endemias, Luiz Eduardo Chimello de Oliveira. “Além das ações que já efetuamos diariamente, o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) também realiza ações educativas em diversas escolas, comunidades de bairro, faculdades e empresas. No mês de março foram promovidas 26 palestras, levando informações para mais de 3 mil pessoas”, completou.

A Prefeitura segue diariamente ações de controle do vetor realizadas pelos agentes de controle de endemias, como as visitas domiciliares para inspeção e orientação à população quanto às medidas preventivas, bloqueio, controle e retirada de criadouros, nebulização e bloqueio de transmissão, visita a pontos estratégicos e imóveis especiais, busca ativa de suspeitos e atividades de informação, educação e comunicação à população. Todas as ações de combate ao mosquito transmissor da dengue, zika vírus e chikungunya são realizadas ininterruptamente durante todo o ano, que resultou na redução de 35% dos casos de dengue em 2015 em Santa Bárbara d’Oeste.

 

 

Assessoria de imprensa

Comentários

Notícias relacionadas