Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

SP tem primeiro CDP com automação de portas de cela do Brasil


Alckmin entrega primeiro CDP do país com automação de porta de cela.

Centro de Detenção Provisória de Itatinga atenderá presos provisórios da região

São Paulo é o primeiro Estado do país a receber um Centro de Detenção Provisória (CDP) com abertura e fechamento de portas de cela com automatização. A tecnologia está disponível na unidade localizada na cidade de Itatinga, entregue nesta sexta-feira (23) pelo governador Geraldo Alckmin. O CDP é o 22° presídio do Plano de Expansão de Unidades Prisionais do Estado de São Paulo.

A automatização das celas é realizada por servidores da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP). O sistema automático para a abertura e fechamento das portas evita o contato entre os funcionários e a população carcerária.

A tecnologia foi desenvolvida 100% por técnicos da SAP. Os funcionários controlam a abertura e fechamento das celas por meio de um painel eletrônico. A parte elétrica está ligada a um gerador, que garante o serviço mesmo em caso de queda de energia elétrica.

Instalações diferenciadas
O Centro de Detenção Provisória foi projetado com base nas experiências dos CDPs que já estão funcionando, que trazem como novidades o pavilhão de trabalho e de serviços, como cozinha industrial, onde os próprios presos preparam os alimentos.

A unidade conta também com salas de aula, setores de inclusão, saúde, lavanderia e padaria. Durante o período em que aguardam julgamento os presos podem trabalhar e estudar. Se forem condenados, o tempo de remição da pena já fica acumulado. Por lei, a cada três dias trabalhados ou 12 horas de estudo, o preso elimina um dia da pena.

O CDP de Itatinga foi o primeiro projetado com a automatização já na construão. Outras 63 penitenciárias e Centros de Detenção Provisória, além de três anexos de Detenção Provisória, concluíram a implantação da automatização de celas. O objetivo é instalar o novo sistema em todas as unidades prisionais paulistas.

Do Portal do Governo do Estado

Comentários

Dennis Moraes