Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Saúde realiza debate sobre luta antimanicomial e atenção psicossocial


A Secretaria de Saúde de Santa Bárbara d’Oeste, por meio do Programa de Saúde Mental e NES (Núcleo de Educação em Saúde), promoveu nesta terça-feira (19) o 2º Evento da Luta Antimanicomial, na Estação Cultural. Diversos profissionais da área e população interessada, além de usuários e familiares dos serviços de Saúde Mental do município participaram do evento. O grupo de Dança Terapia, integrada por usuários dos serviços da Atenção Básica e Atenção Especializada, realizou apresentações de dança do ventre. Na segunda-feira (18) houve a 1ª Caminhada em Referência à Luta Antimanicomial com adesão de 80 pessoas, entre profissionais, usuários e familiares dos serviços e população interessada.

 

Com o tema “Liberdade é o Melhor Cuidado!”, a ação teve debate do articulador da Atenção Básica do Ministério da Saúde, Érico Marcos Vasconcelos, do professor supervisor de Psicologia da UNESP – Bauru, Edson Olivari de Castro, e do secretário de Saúde do município, Dreison Iatarola. Com mesas de debates e grupos de discussão intitulado “Saúde Mental e Atenção Psicossocial: como transpor a barreira dos especialismos?”, o objetivo foi abrir um espaço de diálogo público acerca da Reforma Psiquiátrica para contribuir na implementação de serviços de Saúde Mental a partir do modelo de Atenção Psicossocial.
Em seu discurso, Dreison ressaltou a importância dos serviços integrados na rede no que se trata a Saúde Mental no município. Houve, segundo o secretário, a redução em 75% o número de internações em hospitais psiquiátricos no último ano, após a implantação do CAPS II. Desde o segundo semestre de 2013, Dreison enfatizou que o Programa de Saúde Mental vem empreendendo diversos esforços para realizar um reforma psiquiátrica no município, por meio da Rede de Atenção Psicossocial.

 

“Parabenizo a equipe da Saúde Mental pela batalha diária. Tenho a honra de fazer parte dessa revolução feita dentro do setor na Secretaria de Saúde e agradeço ao prefeito Denis Andia que acolheu essas mudanças e melhorias para implantação da Reforma Psiquiátrica. Foram realizados vários investimentos, como a contratação de 20 profissionais (aumento de 310% no efetivo), implantação do CAPS (Centro de Atenção Psicossocial) II, Núcleo Álcool e Drogas (futuro CAPS AD), Núcleo Infantil (futuro CAPS I), além da descentralização das ações de Saúde Mental para a Atenção Básica”, comentou.

 

O coordenador do Programa de Saúde Mental, Alexandre Ceconello Marinho, enfatizou que o evento foi, pelo segundo ano consecutivo, bem sucedido. “Conseguimos mobilizar trabalhadores e sociedade civil para essa discussão. A caminhada, ontem, deu a oportunidade para os usuários manifestarem suas experiências de internação, reforçando a Luta Antimanicomial. Agradeço a todos os envolvidos para que o evento pudesse ocorrer. Tivemos grandes conquistas desde o início da Reforma Psiquiátrica no final de 2013. O preconceito e a discriminação a essas pessoas ainda é uma realidade muito forte, no entanto, estamos implicados diariamente nessa luta pra fazer a diferença. O caminho é buscar sempre um cuidado que respeita o sujeito na sua singularidade e integralidade”, comentou.
Os serviços de Saúde Mental do município, vinculados à Secretaria de Saúde de Santa Bárbara d’Oeste, estão localizados no CAPS (Centro de Atenção Psicossocial) II e Saúde Mental na Rua Floriano Peixoto, 5, Vila Balan (próximo ao Centro Social Urbano. O CAPS II é responsável pelo atendimento às demandas de adultos, não relacionadas ao uso de álcool e outras drogas. No Núcleo AD, é feito acompanhamento de usuários com demandas graves, devido o uso de álcool e outras drogas. Já o Núcleo Infantil realiza acompanhamento de crianças e adolescentes com demandas graves em saúde mental.

 

Fotos: Luís Eduardo Deffanti

 

Assessoria de Imprensa

Comentários

Dennis Moraes