S.Bárbara recebe simulador de impacto de acidente nesta quarta


Santa Bárbara d’Oeste recebe amanhã (19) o simulador de impacto utilizado pela Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) na campanha de conscientização do uso do cinto de segurança. O equipamento será instalado na Praça Central “Coronel Luiz Alves” entre os dias 19 e 22 de agosto e a ação será demonstrada ao público das 10 às 16 horas.

Ao passar pela experiência do simulador, a pessoa tem a noção da força causada pelo impacto de uma batida à baixa velocidade, ampliando a sua sensibilidade sobre a importância do uso do cinto de segurança. A utilização do equipamento é apenas uma das ações desenvolvidas na campanha, que visa alertar os motoristas e passageiros sobre a importância do uso do cinto mesmo para os passageiros do banco traseiro.

Segundo o secretário da Sesetran (Secretaria de Segurança, Trânsito e Defesa Civil), Romulo Gobbi, a campanha é para incentivar o uso do cinto de segurança. “A campanha para incentivar o uso do cinto foi idealizada a partir de verificação de pesquisa feita pela Artesp, que mostrou o alto índice de passageiros do banco traseiro que não utilizam o equipamento. Na primeira fase da pesquisa, entre 1 e 7 de dezembro de 2014, foi verificado que 53% dos usuários do banco de trás não utilizam o cinto. Na segunda etapa, aplicada um mês após o início da campanha (entre 30 de janeiro e 5 de fevereiro), o índice caiu para 48%. Na região de Campinas o índice de não utilização do cinto não seguiu a tendência do estado, e teve variação de 1% para cima: passou de 52% na primeira fase para 53% na segunda”, afirmo Romulo.

Dados sobre a quantidade de vítimas de acidentes nas rodovias sob concessão que não usavam cinto de segurança apontam para a necessidade constante de campanhas. De 2012 até outubro de 2014, 69,4% dos passageiros que estavam nos bancos traseiros e que morreram em acidentes nas rodovias não haviam conectado o cinto. As vítimas fatais no banco da frente de passageiro sem cinto chegam a 38,4% e 50,1% dos motoristas.

Com informações da Artesp

Fonte: ACISB

Comentários

Notícias relacionadas