Rock na Estação recebe a banda Spectro nesta sexta-feira

Grupo apresenta-se a partir das 20h com as músicas do novo EP Prometeu

 

O rock vai tomar conta da Estação Cultural de Santa Bárbara d´Oeste na próxima sexta-feira, 07 de novembro, com a presença da banda Spectro. Os músicos apresentam-se a partir das 20h em mais uma edição do Rock na Estação. A entrada é gratuita.

 

Com um repertório autoral, o grupo barbarense Spectro irá tocar ao público sucessos do novo EP, chamado Prometeu, com músicas do gênero metal e hardcore. A banda, formada por Fábio Caberlin nos vocais, Gesse Silva na guitarra e vocais, James Gonçalves no baixo, Jhonatan Levinski na guitarra e Aldivo Rodrigues na bateria, iniciou os trabalhos em 2013 e, desde então, tem se destacado na cena independente no interior paulista.

 

“A Estação Cultural é um ponto de Santa Bárbara que valoriza a cultura e sempre abre as portas para apresentarmos nosso trabalho. É uma honra tocar na nossa cidade”, ressalta o vocalista e guitarrista Gesse Eliabe da Silva, da Spectro.

 

“O evento é uma oportunidade para as bandas da região divulgarem seus trabalhos, além de ser um ponto de encontro para os amantes do rock, que poderão prestigiar o talento dos músicos locais”, ressalta a Assistente Cultural da Fundação Romi, Rosana de Abreu Lopes.

 

Estação Cultural

Inaugurada em 2007, a Estação Cultural é resultado da revitalização da antiga estação ferroviária de Santa Bárbara d´Oeste pela Fundação Romi. O local tornou-se referência em toda a região por oferecer opções de qualidade gratuitas e para todos os públicos nos doze meses do ano. Desde sua inauguração, mais de 150 mil pessoas já visitaram e participaram dos seus projetos, eventos e exposições. A Estação Cultural está localizada na Avenida Tiradentes, 02, no Centro de Santa Bárbara d´Oeste. Para mais informações, entre em contato pelo telefone 3455-4830.

 

Fundação Romi

Criada em 1957, em Santa Bárbara d’Oeste, pelo casal Américo Emílio Romi e Olímpia Gelli Romi, a Fundação Romi tem como missão promover o desenvolvimento social por meio da educação e cultura. Pioneira na promoção da comunidade regional e na realização de ações sociais, atende mais de 37 mil pessoas por ano por meio de seus quatro grandes eixos: Centro de Documentação Histórica (CEDOC), o Centro de Vivências do Desenvolvimento Infantil (CEDIN), o Núcleo de Educação Integrada (NEI) e a Estação Cultural (EC). Tendo como apoiadora as Indústrias Romi S.A. , instituições governamentais, não governamentais e a inicia privada, a Fundação Romi objetiva, continuamente, atingir números mais expressivos por meio de suas áreas de atuação, seus programas e seus projetos.

 

Comentários

Notícias relacionadas