fbpx

Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Reunião do PRAUP aborda temas voltados para saúde


A reunião aconteceu nesta terça-feira, 22, em Piracicaba

Medicamentos de alto custo; convênio Pró Santa Casa; Hospital Regional e Aedes Aegypti foram os temas abordados na 6ª Sessão Extraordinária do Parlamento do Aglomerado Urbano de Piracicaba (PRAUP), na tarde desta terça-feira, 22, na Câmara Municipal de Piracicaba.

O presidente do Legislativo, vereador Nilton Santos (PRB), primeiro secretário do Parlamento, coordenou a reunião que contou com a presença de Maria Clélia Bauer (Diretora do Departamento Regional de Saúde – DRS X), Pedro Antônio de Mello (Secretário Municipal da Saúde de Piracicaba e responsável pelo Hospital Regional), Regina Melanda (Coordenadora do Departamento de Zoonoses de Bebedouro).

Maria Clélia ressaltou que a demanda por medicamentos de alto custo é de responsabilidade das três esferas, Governo Federal, Estadual e Municipal, porém, o momento é de dificuldade financeira e há um ano a DIR X está trabalhando com orçamento reduzido. “Estamos resolvendo problemas pontuais como por exemplo o desabastecimento por desvio de medicamento. A para atender os pacientes ostomizados estamos fazendo a compra de insumos trimestral para atender em menor tempo a demanda”, informou.

O programa Pró Santa Casa, segundo Maria Clélia, é custeado 70% Estado e 30% do município. “A Santa Casa de Limeira recebe por mês R$ 126 mil. São doze parcelas e este recurso é para qualificar e melhorar a estrutura, as acomodações, os leitos”.

Já os casos de dengue, as 26 cidades que compõe o parlamento registraram 59.287 casos de janeiro a dezembro de 2015. E de junho de 2015 até agora, foram 985 casos confirmados. Os casos de Zika em investigação, nas 26 cidades do Praup são 140 casos.

A representante da cidade de Bebedouro, Regina Melanda, apresentou as estratégias usadas no combate ao mosquito Aedes Aegypti, que registrou 3.200 casos positivos de dengue em 2015 e 12 casos positivos até o momento. “Trabalho integrado, envolvimento com a população, investimento em equipamentos foram as nossas estratégias. É preciso mobilizar e combater o mosquito que transmite além da dengue outras doenças”, destacou Regina.

O Secretário Municipal da Saúde de Piracicaba e responsável pelo Hospital Regional, Pedro Antônio de Mello, informou que as obras em fase final. “99% está pronto, estamos com as visitas técnicas para finalizar a transferência do prédio e iniciar o funcionamento do hospital. Vamos atender a carência dos leitos hospitalares para a região”, pontuou.

A reunião teve a participação de representantes da Associação Piracicabana de Ostomizados e também da assessora do vereador Aloizio Marinho de Andrade (PT), Valdete Silva.

 

Comentários

Dennis Moraes