Região de Piracicaba baixam homicídios, roubos e furtos de veículos

Estupros e o número de vítimas de homicídios também caíram na região, tanto no mês, como no acumulado do ano

A região de Piracicaba apresentou queda nos principais indicadores de criminalidade em outubro e no período acumulado de 10 meses deste ano. Entre os crimes que diminuíram em outubro, estão os homicídios, estupros, furtos e roubos de veículos, além de roubos a banco.

De janeiro até o mês passado, a região de Piracicaba observou redução no número de furtos e roubos em geral e de veículos, estupros, além homicídios, de acordo com estatísticas divulgadas nesta quarta-feira (25).

A queda dos indicadores de criminalidade na região de Piracicaba e no Estado em 2015 vem demonstrando a eficácia do trabalho policial civil e militar e a direção correta da política de segurança pública do governo estadual.

Homicídios dolosos

Os homicídios dolosos caíram no comparativo mensal e também no acumulado do ano (janeiro a outubro).

No mês de outubro, a região de Piracicaba teve redução de 18,52%, passando de 27 casos em 2014, para 22 casos no mesmo mês deste ano. No acumulado do ano, teve recuo de 12,65% nos homicídios dolosos, reduzindo de 245 para 214 casos – o menor número desde 2008.

A taxa de homicídios na região de Piracicaba chegou em outubro a 6,91 casos por 100 mil habitantes. O índice está abaixo do limite considerado endêmico pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que é de 10 homicídios a cada grupo de 100 mil pessoas.

Os latrocínios permaneceram estáveis em outubro, com três ocorrências. No acumulado do ano, registrou alta de 4 casos, passando de 14 no período de 2014, para 18 em 2015.

Crimes contra o patrimônio

Em outubro, foram registrados 275 roubos de veículos, ante 290 no mesmo mês de 2014. A queda do indicador foi de 5,17%.

No acumulado do ano, houve redução de 28,05% dos roubos de veículos. Nos dez meses deste ano foram contabilizados 2.647, ante 3.679 no mesmo período de 2014. O indicador chegou ao menor total desde 2008.

Os furtos de veículo caíram 7,31% no mês, passando de 752 em outubro de 2014, para 697 casos para o mesmo período deste ano.

Entre janeiro e outubro, houve diminuição de 10,92% dos furtos de veículos. Nos dez meses deste ano, foram contabilizados 7.026 casos, ante 7.887 no mesmo período de 2014.  O total de 2015 é o menor desde 2010.

Os roubos a banco zeraram no mês de outubro. No acumulado do ano, o indicador ainda registra alta, com três ocorrências a mais do que o mesmo período de 2014, passando de 9 para 12 casos.

Estupros

Os estupros tiveram recuo de 11,54% no mês de outubro. Passando de 52 para 46 casos. Entre janeiro e outubro, houve 431 casos do tipo, ante 444 em iguais meses de 2014 – queda de 2,93%.

O índice atual do acumulado é o menor desde 2009, quando entrou em vigor a nova lei de estupro (12.195/2009), que incluiu nessa natureza outras classificações de crimes, como o atentado violento ao pudor

Produtividade policial

O trabalho das polícias paulistas alcançou recordes de produtividade no período acumulado do ano na região de Piracicaba. Em 10 meses, o aumento nas prisões foi de 8%, com 12.159 detenções entre janeiro e outubro, ante 11.267 no ano passado – a maior quantidade desde 2001.

O recorde se repete quando analisado apenas o mês de outubro, que teve aumento de 18%, com 1.162 detenções em 2015, ante 982 no mesmo mês de 2014.

Os flagrantes de tráfico de entorpecentes na região aumentaram 2% em 2015. A quantidade passou de 4.084, entre janeiro e outubro do ano passado, para 4.155 deste ano. Foram 71 casos a mais, levando o indicador ao mais alto total da série histórica para o período.

 

Assessoria de Imprensa e Comunicação da Secretaria da Segurança Pública

Comentários

Notícias relacionadas