Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Quais são os pilares do planejamento para as redes sociais?

redes sociais

Para que um conteúdo nas redes sociais seja bem criado e bem aproveitado, é necessário que sejam seguidos alguns pilares específicos no planejamento, uma parte importante não apenas para a concepção de informações, mas para a estratégia de divulgação da marca.

 

O planejamento, ao contrário do que muitas empresas pensam, é necessário para que as medidas certas de comunicação com o público sejam tomadas, fazendo com que a conversa seja direta e engaje o consumidor para uma ação necessária.

 

Ao longo do texto a seguir vamos entender mais sobre o próprio planejamento e suas qualidades diante da criação de conteúdo para as redes sociais, entendendo quais são os quatro pilares essenciais para colocar essa questão em prática.

O que é um planejamento de conteúdo para redes?

A criação de conteúdo para as redes sociais faz parte de uma estratégia que empresas seguem para se comunicar com seus clientes, ao mesmo tempo que os direcionam para ações diversas, como compra, fidelização, curtida, dentre outras questões.

 

Por exemplo, no caso de um distribuidor de telha sanduíche, uma rede social e todos os conteúdos que vão sendo produzidos, podem ser essenciais para que vendas passem a ocorrer com mais frequência, ao mesmo tempo que a empresa trabalha a sua imagem.

 

Mas para que esses conteúdos sejam trabalhados com frequência e, principalmente, que sejam pensados de forma estratégica, pensando no agendamento de ações e relevâncias que podem ter com o público, é necessário um bom planejamento.

 

Então, o planejamento de conteúdo para as redes nada mais é do que o resultado de um longo levantamento e pesquisa realizada por profissionais competentes, geralmente publicitários ou pelo marketing, para captar as melhores formas e estratégias.

 

É por meio do entendimento, primeiro, sobre a essência de uma empresa, sua identidade, seus valores e os pontos que devem ser trabalhados para o seu crescimento ou prosperidade de objetivos que os comunicadores passarão a criar estratégias.

 

Por exemplo, no planejamento de uma organização de segurança eletronica para empresas, é importante que sejam vinculados assuntos relacionados à empresa, para divulgar a marca, mas também sobre a área em geral, para educar o consumidor.

 

Conforme dito, cada caso trabalha como um caso, tendo as suas especificações, visto que os objetivos de uma empresa são diferentes das outras, e que a partir daí cada tipo de estratégia se modificará, sempre tentando trabalhar o comportamento do público.

Qual a importância em um sentido amplo?

O planejamento é a parte essencial de todo o trabalho de comunicação, visto que será por esse guia que os criadores de conteúdo vão produzir as comunicações de forma adequada e voltada para aquilo que o cliente necessita naquele momento com as redes.

 

Quase sempre o planejamento é o resultado, ainda, de uma vasta conversa com o cliente ou seus representantes, onde há o entendimento pleno sobre o que é necessário para que a empresa atinja seus objetivos e alcance a autoridade necessária.

 

E sobre isso, por meio do planejamento fica mais fácil para empresas, como uma de galpão aluguel Jaguariúna, passem a trabalhar construtivamente opiniões e outras formas de representação para seus públicos, fazendo entender seus posicionamentos.

 

Os posicionamentos são uma parte importante para a concepção de um relacionamento sadio e duradouro com os clientes de uma empresa, visto que são por esses meios que grande parte do público passa a ter seus entendimentos sobre a importância da marca.

 

Também é pelo planejamento que o entendimento sobre o público segmentado de uma companhia toma forma, a partir da continuidade de um relacionamento baseado em assuntos que esses clientes acharam interessantes e costumam entender.

 

Uma empresa de protetor para biquíni, por exemplo, ao passar a produzir conteúdos planejados para atrair novos clientes, deixa em evidência os principais gatilhos de conversas com aquele segmento, estreitando laços com pessoas certas.

 

O profissional de planejamento também fica responsável pela leitura e entendimento de informações e dados, como as métricas de um site ou de um e-commerce, onde são analisadas questões referentes aos visitantes, ou seja, os clientes da empresa.

 

Por isso, entender profundamente um negócio, analisar seus dados e saber investir nos conteúdos certos é importante para a criação desse levantamento de conteúdos e a compreensão de suas datas e horários que mais favorecem aquela conta.

Os pilares de um planejamento nas redes

Ainda que o trabalho de um profissional de planejamento seja focado em preceitos básicos de entendimento de uma marca profundamente, é preciso ter conhecimento prévio sobre questões direcionadas como importantes.

 

Dentre elas, estão ensinamentos básicos sobre, por exemplo, produção de conteúdo de chiller para injetora, como o público para quem se deve ser feito, os canais de divulgação, os principais objetivos da empresa, a quantidade de postagens, dentre outras razões.

 

Veja abaixo algumas das principais dicas, conhecidas como os pilares do planejamento nas redes sociais. A partir dessa compreensão ficará mais fácil produzir o melhor conteúdo para sua empresa, alcançando o máximo de pessoas e focado no crescimento.

1 – Quem será a pessoa atraída

A primeira pergunta que um planejador de conteúdo deve fazer é sobre quem é o público-alvo daquela empresa, ou seja, o cliente consumidor de um produto ou serviço, sendo a pessoa que deve ser privilegiada durante a produção de conteúdo.

 

Entender para quem é a pessoa que deve ser feito um conteúdo, como no caso de uma empresa de compressor kaeser preço, facilita o entendimento sobre que tipo de postagem pode ser produzida e como será a comunicação visual e escrita.

 

Isso é mais fácil de entender quando pensamos que o cliente de uma loja de camisas de futebol, por exemplo, consome um tipo de conteúdo diferente daquele que é fã de uma loja de cultura pop, e que com certeza esses são públicos totalmente engajados no seu nicho.

 

Saber que isso funciona como guia para uma produção de conteúdo importante para o negócio serve, ainda, como uma ótima fonte de auto descoberta, para o caso daquelas empresas que ainda não focam estritamente no entendimento de seus públicos.

2 – Como será destinado o conteúdo?

De que forma o conteúdo de uma empresa pode ser compartilhado com seu público sem nenhum tipo de planejamento? Se existir uma resposta, certamente os resultados vão mostrar feedbacks negativos, pois não existe resultado sem foco.

 

Ainda de acordo com a subjetividade praticamente grupal, é importante o entendimento sobre o local exato para a realização dessa comunicação, algo também essencial, visto que cada público assume uma rede ou um canal diferente sendo dito como o seu.

 

São redes como:

 

  • Linkedin;
  • Twitter;
  • Instagram;
  • Facebook.

 

Embora as redes sociais, muitas vezes, gerem confusão em um sentido de utilização, cada uma delas abrange um público diferente e faz um tipo de atuação diferenciada, seja por seu protagonismo ou por suas ferramentas únicas.

 

Uma empresa de promotor para eventos, por exemplo, que deseja divulgar uma festa para um público jovem, deve entender que o canal escolhido será bem utilizado e vai abranger o cliente ideal para ela, sem maiores problemáticas.

 

E além das redes, existe ainda uma preocupação sobre quais ferramentas podem ser utilizadas para intensificar a distribuição de um conteúdo, como no caso dos anúncios e de suas particularidades de nichos e segmentos.

3 – Quem será o criador?

Para que toda a estrutura do conteúdo seja bem feita e trabalhada, é preciso que cada uma das partes envolvidas na criação das peças e das campanhas para redes sociais esteja bem envolvida e entendendo sua participação.

 

São destinados trabalhos para designers, redatores, diretores de arte, revisores, atendentes e outros elementos dentro de uma estrutura comunicacional que produzam o conteúdo e façam uma lapidação para que ele seja ideal para o público-alvo.

 

Na venda de unidade de água gelada industrial, por exemplo, é importante que não apenas os responsáveis pelo projeto de criação estejam envolvidos, mas também aqueles que entendem o que o cliente quer e sabem a verdadeira identidade do conteúdo. 

4 – Quais os resultados importantes?

Uma das principais bases no planejamento de conteúdo é justamente entender o que o público achou daquilo que já foi produzido e tentar trazer para o futuro novas experimentações e soluções a partir daqueles resultados.

 

Em princípio, é interessante que sejam utilizadas as métricas de redes sociais, por onde é possível saber o que mais agradou um cliente e o engajou para a venda, o que será observado e em seguida reproduzido em formas mais bem feitas.

Considerações finais

O planejamento de um conteúdo para as redes é tão importante quanto a própria concretização dessas comunicações, sendo ainda, necessária para a compreensão dos objetivos da empresa e da relação com o consumidor desse nicho.

 

Em um vasto trabalho de pesquisa, análise de dados e outras menções a comportamentos do público-alvo, profissionais responsáveis pelo planejamento colocam em uma forma compreensível toda a estratégia que deve ser feita para atingir um objetivo específico.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.