Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Quais as habilidades necessárias para se tornar um empreendedor?

Um bom empreendedor possui uma série de habilidades que o ajudam a executar seu trabalho no dia a dia, sempre com excelência e alcançando cada vez mais melhores resultados para suas ações.

Ademais, a grande maioria das empresas pequenas e médias acaba fechando antes de completar dois anos de vida. Para sobreviver a isso, muitas pessoas recorrem a ajuda externa, como um coaching de carreira.

Embora existam diversos fatores de impacto, como a quantidade de impostos e a concorrência intensa em muitos tipos de mercado, um dos principais motivos é a falta de experiência e preparo do empreendedor.

Por isso, é importante que você desenvolva uma série de habilidades que são fundamentais para aprimorar seu espírito empreendedor, assim, trazendo muito mais qualidade em seu trabalho, sem perder oportunidades de desenvolvimento para a empresa.

Inclusive, estar preparado para o mercado de trabalho significa pensar sempre adiante, pronto para enfrentar os desafios que vão surgir com criatividade e bom senso para criar um ambiente muito mais adequado.

Para conseguir ser um bom empreendedor, você deve ter em mente que a principal peça da empresa é você mesmo. Sendo assim, uma empresa de tradução de documentos, como qualquer outra, precisa de sua expertise para funcionar.

É a figura do empreendedor que leva a empresa para frente, inspira os colaboradores a buscarem um melhor desenvolvimento, aumenta a confiança dos clientes, entre diversos outros aspectos fundamentais para o sucesso de uma organização.

Pensando assim, você pode se aplicar melhor em alguns dos elementos que serão abordados a seguir, principalmente para conseguir desenvolver todo o seu potencial de negócios e se manter como um empreendedor de sucesso.

1 – Seja curioso

A curiosidade é uma força motora na mão do empreendedor. É uma sede de conhecimento que permite que ele não pare até descobrir como um determinado produto funciona ou como o serviço pode melhorar a vida das pessoas.

Essa curiosidade acaba sendo um catalisador das ideias do empreendedor, passando para o trabalho físico e criando um ambiente muito mais saudável de busca por informações decisivas para a empresa.

É a curiosidade que impede o empreendedor de ficar parado e confortável em um mercado que exige atualização e inovação constantemente. Assim, conhecer um ERP para pequenas empresas ou fazer um novo curso são exemplos que atiçam a curiosidade.

A criação de novos produtos, formas de inovar com o estoque que já existe e o engajamento com o público são parte fundamental desse processo de conhecer e explorar novos caminhos e possibilidades.

2 – A observação e o entendimento são ótimos

A observação é outra capacidade intrínseca de um bom empreendedor. Isso acontece porque você deve observar o mundo ao seu redor para melhor compreendê-lo.

Quando você identifica uma necessidade nova em uma pessoa ou grupo de pessoas, o perfil de empreendedor o fará compreender aquela situação.

Dessa forma, você pode aliar sua observação à curiosidade para começar a elaborar soluções para este problema. Você pode até usar uma lousa digital interativa para ter um maior controle sobre suas observações.

Aliadas, as duas habilidades podem levar um empreendedor muito mais longe do que ele imagina, uma vez que a observação é o caminho da descoberta. Quanto mais você observar o mundo, mais respostas ele dará de quais próximos passos você deve tomar.

Além disso, quando você observa a sociedade em que vive, compreende que ela está em constantes alterações. Esse tipo de situação acaba permitindo que você explore com mais cuidado todas as suas possibilidades.

Veja a tecnologia, por exemplo. Vivemos em um mundo de constantes atualizações tecnológicas, que tem levado cada vez mais empresas a aderirem à transformação digital.

Quando você observa essa tendência do mercado, acaba ficando mais preparado. Assim, sua empresa de serviços de contabilidade, por exemplo, acaba tomando uma proporção ainda maior.

3 – Comunicação é indispensável

A arte de se comunicar pode garantir muito sucesso para seu empreendimento. Dominá-la é uma habilidade essencial, uma vez que o empreendedor está o tempo todo se comunicando de alguma forma.

A venda de um produto ou serviço é altamente dependente do conceito de comunicação. Você precisa interagir com seus clientes, seja diretamente ou por meio de ações de marketing que conversem com eles e os impactem de alguma forma.

Por exemplo, através do uso de um programa gestão comercial, você pode indicar como as pessoas estão te procurando para se comunicar de diversas maneiras, como:

  • Mensagens instantâneas;
  • E-mails;
  • Redes sociais;
  • Telefone;
  • Entre outros métodos tradicionais.

Além disso, a comunicação interna é tão essencial quanto, uma vez que você precisa estar no mesmo tom que seus colaboradores para garantir uma efetividade maior e um bom clima organizacional dentro de sua empresa.

4 – Tenha sempre autoconfiança

Se você não confia em si mesmo, não pode esperar que os outros o façam. O empreendedor precisa saber tomar decisões difíceis em momentos complicados, e deve ser a pessoa que encontra soluções onde nenhum outro colaborador encontrou.

Para conseguir resultados como estes, você precisa ser capaz de confiar em suas habilidades e em seu conhecimento. É importante frisar que, embora sua intuição seja importante, ela não deve ser o principal elemento de pauta de suas decisões.

Pensando assim, quando você trabalha com, por exemplo, uma gestão de entregas, compreende as necessidades da empresa e pode tomar decisões mais assertivas e que estejam no planejamento.

Ademais, a autoconfiança não quer dizer soberba. Você precisa ter em mente que todas as decisões de sua empresa devem ser pautadas em dados e informações coletadas e separadas para análise através de avaliações e relatórios.

Baseado nestas informações, entretanto, você precisa ser criativo para pensar em soluções que possam eliminar problemas sérios em qualquer setor que eles se apresentem. A função do empreendedor é ser a força por trás de todo o processo.

5 – Resiliência não pode faltar

Você vai falhar. Vai tomar decisões erradas, fazer ações que prejudiquem seus resultados e ficar perdido muitas vezes. O empresário não é medido somente pela quantidade de acertos, mas sim por como lida com seus erros.

Quando você lida de forma resiliente com a empresa, a desistência deixa de se tornar uma opção. Esta força é fundamental para conseguir pensar em soluções quando algo der errado.

O dia a dia vai apresentar uma série de problemas, que podem até mesmo ameaçar o fim de sua empresa. Mas o bom empreendedor não desiste, e escolhe sempre seguir em frente, procurando alternativas para conquistar seu espaço no mercado.

Esse tipo de ação acaba o colocando como uma força competitiva a se observar, uma vez que ele não baixará a cabeça para qualquer resultado negativo. Embora seja importante saber dosar o momento e como você será competitivo com relação à empresa.

Dessa forma, consegue se diferenciar e continuar buscando a liderança em seu nicho de atuação, independentemente dos desafios e obstáculos que se ponham no caminho para tornar sua jornada mais complexa.

6 – Seja sempre compromissado com as funções

O empreendedor deve ser o primeiro a vestir a camisa da empresa. Sempre a primeira pessoa a chegar no escritório e a última a sair.

Embora a liberdade de empreender seja tentadora, muitas vezes você pode se perder no caminho se não tiver um controle firme sobre suas ações.

Firme um compromisso consigo mesmo, garantindo que você continuará criando cada vez mais espaço para sua empresa e procurando completar todos os afazeres que você julga necessários para o bom andamento de seu negócio.

Resista a vontade de jogar tudo para cima e se dar o dia de folga só porque você é o chefe. Seus colaboradores refletem o quanto você confia em seu negócio, então você deve estar sempre comprometido em apresentar os melhores resultados.

7 – Não esqueça da humildade

A arrogância pode colocar fim a todo o trabalho de um empreendedor. Não acredite que você já sabe tudo ou que consegue fazer tudo sozinho, porque a ajuda é essencial para o sucesso de qualquer empreendimento.

Você pode precisar contratar factoring para gerar seu capital, ou de parceiros para divulgação. O importante é entender as necessidades que você possui e ter a humildade de aceitar a ajuda oferecida.

Começar um negócio é relativamente simples. Você precisa de um capital inicial para começar o empreendimento e alguns conhecimentos técnicos, sobretudo relacionados a finanças e a recursos humanos.

Entretanto, manter o negócio é muito mais complicado. Por isso, quando você pensa em uma empresa antiga, ela certamente possui diversas mãos que a ajudaram a chegar até aquele ponto.

Considerações finais

Ser um empreendedor é uma carreira muito sólida, sendo que cada vez mais tem sido procurada por todas as vantagens que ela oferece em questão de liberdade e o potencial de trabalhar com aquilo que ama.

Entretanto, é importante pensar em todas as habilidades que você precisa desenvolver para não acabar se prejudicando neste mercado.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.