Prefeitura realiza acolhimento para novos agentes comunitários de saúde

A Prefeitura de Santa Bárbara d’Oeste, por meio da Secretaria de Saúde, iniciou nesta terça-feira (2) o acolhimento aos novos agentes comunitários de saúde, contratados para atuar nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde) por meio de concurso público. São 38 profissionais que atuarão nas unidades “Dr. Hélio Furlan” no Cidade Nova, “Dr. José Togeiro de Andrade”, no Jardim São Francisco, “Dr. Simão Galdeman”, no Jardim Europa, “Dr. Carlos Peres”, no 31 de Março, “Dr. José Wenceslau Júnior”, no Jardim Esmeralda, “Dr. Célio Faria”, no Conjunto Romano, “Dr. Rubens Erhardt Brito”, no Vila Rica e “Dr. Joel Lincoln May Keese, no Vista Alegre. A ação foi realizada no Centro Operacional “Mauro da Bomba”, do DAE (Departamento de Água e Esgoto).

O objetivo é permitir aos novos profissionais uma visão ampliada dos serviços e programas de saúde existentes no município. O processo de acolhimento e capacitação será realizado durante cinco dias pelos profissionais da Secretaria de Saúde, com apresentação dos setores e serviços executados, por meio da apresentação de filmes, fluxos de trabalho, realização de dinâmicas, exposição dos Programas Federais implantados no município, como o PSF (Programa Saúde da Família) e o PSE (Programa Saúde na Escola), entre outras atividades.

O secretário de saúde, Dreison Iatarola, ressaltou que com a chegada dos novos profissionais será possível em breve a ampliação do PSF no município. “Os agentes comunitários de saúde são os pilares que sustentam o Programa Saúde da Família. É deles a fundamental tarefa de conectar a população de cada área à Unidade Básica de Saúde mais próxima. Nenhum outro membro da equipe conhece tão bem a realidade do dia-a-dia e as características de cada casa como os agentes, já que são, ao mesmo tempo, servidores municipais e moradores do território de abrangência. Por meio do trabalho destes profissionais, podemos ter uma visão ampliada das necessidades e condições de vida de cada família do bairro. Para que todo este trabalho possa ser desenvolvido satisfatoriamente, a Secretaria de Saúde fará nestas semanas iniciais a capacitação teórica e prática de todos os contratados, para que a população seja atendida por profissionais técnicos e acolhedores” comentou.

Segundo a coordenadora da Educação Permanente, Patrícia Sena, por meio deste acolhimento os profissionais deverão se sentir mais seguros quando forem atuar nas suas respectivas unidades. “É importante que eles se sintam acolhidos e tenham mais conhecimento dos seus direitos e deveres. Como profissionais de saúde, devem conhecer os serviços e programas oferecidos pela Secretaria de Saúde, permitindo uma segurança maior para atuar no seu território”, destacou.

Foto: Luís Eduardo Deffanti

Assessoria de Imprensa

Comentários

Notícias relacionadas