Prefeitura de Nova Odessa apura 52 denúncias do sorteio dos apartamentos populares

A Prefeitura de Nova Odessa, por meio da Diretoria de Habitação, recebeu 52 denúncias referentes ao sorteio das 720 unidades habitacionais de interesse social. Deste total, 32 estão em processo de apuração pela Caixa Econômica Federal e 20 foram investigadas pela Prefeitura, sendo que 12 contemplados no sorteio foram excluídos.

“Das denúncias apuradas pela Prefeitura, foi constatado, entre as irregularidades, que a pessoa sorteada não reside na cidade ou não apresentou renda do cônjuge ou, ainda, possui imóvel não registrado. Vale lembrar que oito denúncias não procederam”, explicou o diretor de Habitação de Nova Odessa, Tiago Lobo.

Lobo explicou que todo o processo de sorteio das 720 unidades habitacionais ocorreu de forma transparente e com o acompanhamento do Conselho Municipal de Habitação e de representante da Caixa Econômica Federal, mas que todas as denúncias contribuem com o Programa Municipal de Habitação que visa garantir moradia a quem mais precisa.

“Após o sorteio, a Diretoria de Habitação ficou à disposição para receber denúncias e, assim, deu início às investigações. Apesar de terem sido sorteadas, por conta de irregulares, essas 12 pessoas foram excluídas do CadÚnico, que é o cadastro único da Habitação”, explicou.

O diretor lembrou que as outras 32 denúncias estão em apuração pela Caixa Econômica Federal e, se constatada qualquer irregularidade, haverá a exclusão destes sorteados. “É importante que, caso alguém saiba de alguma irregularidade envolvendo um contemplado no sorteio, que entre em contato com a Diretoria de Habitação. Estamos de portas abertas para receber denúncias. Nossa intenção é a de manter este processo o mais transparente possível. Portanto, independente de denúncia, todos os 1.440 sorteados serão verificados pela Caixa”, garantiu Lobo.

Os beneficiados com o sorteio passarão pelo crivo da Caixa Econômica Federal que deverá fazer o cruzamento de dados como a verificação da renda familiar que não pode ultrapassar o estabelecido pelo programa habitacional de até R$ 1.600, o registro de imóvel registrado em cartório ou declarado através de IRPF (Imposto de Renda Pessoa Física) e se já foi contemplado por outro programa habitacional.

Os 720 apartamentos integram o maior programa habitacional da história de Nova Odessa, com investimento estimado em R$ 67 milhões. Os conjuntos ficam nas proximidades do Jardim Jequitibás e Monte das Oliveiras e contarão com completa infraestrutura. Cada apartamento conta com 53 m², compreendendo dois dormitórios, sala, cozinha e banheiro.

A Diretoria de Habitação fica na Rua Riachuelo, 377, no Centro, e atende de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h30.

 

Prefeitura de Nova Odessa

Comentários

Notícias relacionadas