Capivari 

Prefeitura de Capivari capacita 821 pessoas em cursos profissionalizantes gratuitos

Atividades são coordenadas pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Emprego, por meio de parcerias

A Prefeitura de Capivari, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Emprego, capacitou 821 pessoas nos 25 cursos profissionalizantes que ofereceu gratuitamente em 2018, via parcerias com a Secretaria Estadual do Emprego e Relações do Trabalho, com o PEQ (Programa Estadual de Qualificação), Via Rápida, Etec (Escola Técnica Centro Paula Souza) e IFSP (Instituto Federal de São Paulo).

Alguns dos cursos oferecidos neste ano foram operador de caixa, auxiliar de departamento pessoal, técnicas de vendas, treinamento e desenvolvimento de pessoas, açougue, panificação, contabilidade, técnicas de vendas, auxiliar administrativo, almoxarife, logística, noções básicas de cooperativismo e empreendedorismo social, informática básica, rotinas de departamento pessoal, Libras (Língua Brasileira de Sinais), administração, atendente de farmácia e porteiro.

“Hoje em dia, cada vez mais os empregadores exigem pessoas capacitadas para desempenharem os trabalhos, assim, o tempo para aprendizagem do serviço na própria empresa é reduzido. Oferecemos diversas oportunidades de qualificação, de modo que várias áreas do nosso município se desenvolvam cada vez mais. Para o próximo ano, estamos articulando parcerias para novos cursos e possibilidades de aprendizagem”, comenta o prefeito Rodrigo Proença.

Conforme o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), até outubro, o número total de contratações em Capivari foi de 4.288.

MEIs – Na cidade, neste ano, foram abertas de forma regular, pela Casa do Empreendedor, 229 MEIs (Microempreendedor Individual), sendo 50 no setor de serviços e comércio alimentício; 16 no ramo do comércio de roupas e acessórios; oito relacionados a técnico de informática; 13 de cabeleireiro/barbearia; 11 de costura; 16 de eletricista; sete de transporte e seis de treinamento e desenvolvimento de cursos.

 

Comentários

Leia também...