fbpx

Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Prefeito Omar Najar sanciona o projeto de lei que institui o Dia da Consciência Negra


O prefeito de Americana Omar Najar sancionou e promulgou na manhã desta terça-feira (8/3) o projeto de lei, aprovado pela Câmara Municipal, que institui o dia 20 de novembro como feriado municipal pelo Dia da Consciência Negra. O ato de assinatura foi realizado no gabinete do prefeito com a participação de vereadores e representantes de entidades da cidade e região.

 

Para o prefeito, a instituição da data no município representa o reconhecimento da luta e o respeito pela história da população negra. “Respeito a história e a contribuição importante dada ao país. Sanciono a lei que amplia o espaço de discussão e reflexão para o fortalecimento da igualdade entre as raças.”, disse Omar Najar.

 

O vereador Davi Ramos ressaltou o momento especial para Americana. “Fizemos questão desta lei para que a data seja lembrada, comemorada e, principalmente, promova o debate, ações e políticas públicas que envolvam o papel da população negra na sociedade. O prefeito Omar Najar teve a sensibilidade e o olhar para este projeto, dando uma contribuição muito grande para a questão. Agradecemos a atitude do prefeito”, disse Davi Ramos.

 

A supervisora de pós-graduação da Unisal – Centro Universitário Salesiano de Campinas, Lucinéia Chrispim Pinho Micaela, destacou que a discussão sobre a conscientização deverá abranger toda a sociedade. “A ideia é buscar parcerias para a formação de eixos de pesquisa, para formação de professores e debate em sociedade”, concluiu.

O Dia da Consciência Negra, comemorado em todo o país, homenageia Zumbi, um escravo que foi líder do Quilombo dos Palmares, que morreu em 20 de novembro de 1695. A data tem como objetivo promover a reflexão da cultura negra e africana e o impacto que tiveram na evolução da cultura brasileira em diversas áreas.

Participaram da reunião os vereadores Pedro Peol, presidente da Câmara Municipal, Moacir Romero, Adelino Leal, o suplente Luiz Renato, o secretário de Governo Júnior Barros, o chefe de Gabinete, Belmiro José dos Santos, representante da diretoria executiva da APEOESP (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo), Zenaide Honório, o padre Manoá Xavier, da Paróquia Nossa Senhora Desatadora dos Nós, da região da Praia Azul, representante da Comissão de Promoção da Igualdade Racial e da UNEGRO de Americana, Cláudia Monteiro, representante do Sindicato dos Metalúrgicos de Campinas e Região, Jair dos Santos, Carlinhos Barros, do Movimento Negro de Santa Bárbara d’Oeste, Motta Júnior, da Associação de Capoeira Motta e Cultura Afro de Americana, alunos da escola Professor Wilson Camargo, entre outros participantes.

 

 

Unidade de Imprensa – Daniela Alves

Fotos: Marília Pierre

Comentários

Dennis Moraes