Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Palmeiras perde para o Nacional (URU) e fica em situação delicada no torneio

O time do técnico Cuca lutou, mas não conseguiu um bom resultado no Uruguai

O Palmeiras lutou, mas acabou sendo derrotado novamente para o Nacional. Desta vez, no Parque Central, no Uruguai, o time do técnico estreamte Cuca caiu pelo placar de 1 a 0, ficando assim em situação delicada na Copa Libertadores da América. Nico Lopéz, carrasco do jogo de São Paulo, fez o único gol da partida.

Com o resultado, o Nacional, ainda invicto, assume a liderança do Grupo 2 isolada com oito pontos, enquanto o Palmeiras fica com quatro, na terceira colocação, podenso ser eliminado na partida contra o Rosário Central, que soma sete.

Na estreia do técnico Cuca, o Palmeiras entrou em campo esperando o Nacional, que pressionou os 45 minutos. Egídio e Lucas davam espaços nas laterais para o adversário contragolpear. Enquanto o time paulista não conseguia chegar na área rival, a equipe do Uruguai chegou com perigo aos 36 minutos. Edu Dracena tentou tirar a bola da área e mandou nos pés de Fernandes, que chutou rente à trave de Fernando Prass.

O Palmeiras voltou para o segundo tempo com duas modificações. Robinho e Gabriel Jesus entraram e deram uma maios movimentação ao time. O atacante criou a primeira grande chance do clube, tentou por cobertura e facilitou a defesa de Conde. A respota veio com Nico Lopez, que recebeu de Fernandes e cabecou no contrapé de Fernando Prass para abrir o marcador.

Cuca colocou o Palmeiras no ataque e os jogadores foram para o tudo ou nada. Robinho foi lançado dentro da área, mas o zagueiro afastou bem na hora que o meia ia concluir a gol. O time urugaio se segurava como podia, impedindo os avaços da equipe paulsita, que se jogava na base dos ‘chuveirinhos’ e saiu de campo derrotada.

Na próxima rodada, o Palmeiras visita o Rosário Central apenas no dia seis de abril, às 21h45, no Gigante Arroyito, na Argentina. O Nacional, por sua vez, faz o clássico contra o River Plate no dia seguinte, às 19h30, no Uruguai.

Comentários

Dennis Moraes