Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

O que é um minisite?

É cada vez mais importante para um profissional conquistar o seu espaço na internet, seja por meio de redes sociais ou de um site individual. Sobre o domínio próprio, enormes são as possibilidades de configuração, no que se inclui o chamado minisite.

 

De nome bem intuitivo, esse site em miniatura possui recursos próprios que tornam a navegação do usuário muito mais rápida, diante a simplicidade dos seus sistemas, em relação aos domínios digitais tradicionais.

 

É por isso que empresas de diferentes setores estão adotando esses modelos ao seu catálogo de meios de contatos, substituindo ou agregando aos serviços realizados por outros domínios, como redes sociais, sites tradicionais e aplicativos.

 

Uma variedade de modelos que se adequa aos mais diversos tipos de empresa, mas que se destaca com as companhias do ramo tecnológico, como um curso de web design a distancia, que concentra as suas atividades em um ambiente digital.

 

A importância de se ter diferentes plataformas digitais se dá pela variedade cada vez maior de usuários, que acessam a internet por meio de diferentes aparelhos. Se antes era necessário um computador para isso, hoje esse serviço pode ser acessado via telefone.

 

Outros aparelhos tradicionais passaram a ter conexão com a internet, como relógios, pulseiras e dispositivos eletrônicos e eletrodomésticos. Até mesmo os computadores se modificaram, menores, surgindo em modelos práticos como tablets e notebooks.

 

Um minisite se destaca pela sua fácil aplicabilidade, podendo ser carregado nesses diferentes instrumentos, diante a sua programação leve e responsiva.

 

Mas antes de se falar sobre os benefícios trazidos pelos minisites, é preciso compreender no que eles se diferenciam dos sites tradicionais.

Minisites: pequenos e eficazes

Um minisite consiste em um pequeno domínio digital, responsável por realizar atividades similares a de um site tradicional, porém com funcionalidades compactadas, o que pode trazer diferentes benefícios de acordo com os objetivos de uma empresa.

 

Os minisites, inclusive, não são exclusivos do setor comercial, podendo ser adotados por um profissional individual, como músicos, escritores e artistas em geral, assim como um artesão que confecciona chinelos personalizados e brindes.

 

A principal diferença entre um site e seu formato menor é justamente o seu tamanho. Os minisites costumam ter de 3 a 5 páginas, trazendo um conteúdo direto e simplificado, o que pode ser ideal para diferentes finalidades tais como:

 

  • Campanhas promocionais;
  • Portfólios;
  • Sites de alimentação;
  • Páginas de contato.

 

Pelo seu caráter abreviado, os minisites podem servir como projetos auxiliares aos sites principais de uma companhia. Por exemplo, quando uma empresa de informatica SP realiza algum tipo de promoção exclusiva para os clientes da sua região.

 

Isso porque a empresa tem diversas filiais pelo país, mas no momento busca se aproximar dos clientes próximos a sua unidade sede. Para se conectar com esse público em específico, sem atrelar a promoção ao seu site institucional, um minisite pode ser a solução.

Alimentando o site principal

Tendo um domínio próprio, esse site é mais fácil de ser compartilhado e divulgado entre os usuários, trazendo informações como o regulamento da promoção, os descontos a serem oferecidos e os vencedores, caso a promoção esteja ligada a algum tipo de sorteio.

 

Da mesma forma em que esse site menor pode servir como um direcionador para o site principal, por meio de estratégias de comunicação, com o uso de backlinks, atalhos que conectam o público de diferentes páginas.

 

Como no caso de uma loja de vinhos, que possui além do seu domínio principal, pequenos canais de contato para cada uma de suas filiais.

 

Para fidelizar um segmento específico, como uma loja que anda tendo um rendimento baixo, essa loja pode realizar a entrega de um kit vinho personalizado para cada compra de duas ou mais unidades.

 

O minisite pode trazer uma comunicação própria para o público daquele estabelecimento, ao mesmo tempo que as ligações com o site principal indica o caráter oficial desse domínio, sendo articulado pela empresa sede por trás desse investimento.

Melhor conversão

Por serem peças de comunicação com finalidades específicas, os minisites podem ser bons parceiros dos setor de vendas e marketing. Esse caráter específico destaca alguns atributos comerciais, como o aumento de brand awareness, ou seja, o conhecimento pela marca.

 

A notoriedade de uma empresa não se dá apenas pela qualidade dos seus produtos e serviços, mas também pelo destaque que ela conquista no mercado, sendo assim lembrada pelo seu público.

 

Um minisite pode ajudar nesse processo de comunicação, trazendo informações específicas, como o trabalho da empresa com a causa ambiental, enquanto o site principal fica responsável pelas atividades principais da companhia.

Ótimos para o profissional individual

Como era de se esperar, um site menor acompanha gastos menores, seja na construção dele ou na manutenção desse domínio. E é por isso que os minisites são ótimos também para a divulgação pessoal de um profissional.

 

Por meio de um site para portfólio, um serralheiro pode montar uma apresentação visual e de fácil acesso sobre todos os trabalhos que já realizou em sua área, como na confecção de uma mesa de aço inox, ou um reparo em um conjunto de cadeiras de ferro.

 

Um site compacto é recomendável pela sua praticidade, ainda mais quando o intuito é divulgar algo específico, que não exige muitas especificidades e categorias variadas, como se encontra em um site tradicional.

 

Esse conjunto de recursos facilita também os mecanismos de pesquisa, melhorando a situação do minisite na página conhecida como SERP (Search Engine Results Page), a página de resultados presente nos sites buscadores.

 

Mas essa não é a única vantagem trazida pela implementação de um minisite aos seus negócios, sejam eles de larga amplitude, ou um projeto pessoal, contudo, para se conquistar todos os seus benefícios é preciso saber como criar um.

Como gerenciar um minisite?

A criação de um minisite não é muito diferente das ferramentas e técnicas usadas em um site tradicional, até porque, apesar das suas finalidades distintas, ambos os tipos de domínio precisam seguir certas diretrizes para serem bem conhecidos na internet.

 

E tudo começa com a escolha de um bom serviço de CMS (Content Management System), ou seja, um sistema de gerenciamento de conteúdo, do qual seja possível gerenciar, editar e publicar as matérias e conteúdos pensados para o seu site. Mesmo a sua versão menor.

 

Ao digitar “curso de capacitação SP”, um usuário está em busca de um resultado rápido, logo, mesmo com os milhares de resultados que surgirão na página de respostas, a maior possibilidade é de que ele clique em um site que apareça direto na página 1.

 

Para garantir que o seu minisite se adeque a esse tipo de pesquisa é preciso adaptá-lo ao que é exigido pelos sistemas de buscas, para se certificar de uma boa posição na internet. 

 

O uso de palavras-chave, anúncios pagos e até mesmo a construção do site são levados em conta pelos sistemas de pesquisa, dessa forma, para que o seu minisite tenha o destaque desejado.

 

A elaboração do minisite é um dos aspectos mais importantes, pois ao contar com uma plataforma mais simples, ele precisa demonstrar ter essa facilidade de navegação, como por meio da localização de alguns elementos estruturais, como:

 

  • Menus;
  • Barra de pesquisa;
  • Área de contato;
  • Ícones paras as redes sociais;
  • Seção de comentário.

 

Todo o design do site precisa ser pensado, para que ele não tenha nenhum tipo de poluição visual.

 

Uma marca de mochilas promocionais quer destacar, por exemplo, o seu catálogo de peças produzidas, logo, não é recomendável encher o site de coisas que tiram a atenção dessa lista de produtos, até porque o minisite foi escolhido pela sua simplicidade.

 

E assim como o visual, o conteúdo tem que ser bem explorado durante a confecção de um minisite.

 

Por trazer características específicas, como uma promoção ou uma comunicação diferenciada, de caráter mais institucional que comercial, esses sites precisam estar acompanhados de uma comunicação adequada aos seus interesses.

 

Uma loja de roupas, por exemplo, pode trabalhar por meio de um comércio virtual, no qual o seu site principal é responsável por apresentar as diferentes peças ali presente para venda, como vestidos, camisetas e camisa polo uniforme.

 

Com esse foco no processo de compra, a construção do diálogo da marca com o cliente, informando seus valores e trazendo matérias relacionadas ao universo da companhia, podem ser direcionados para um minisite especificamente elaborado para isso.

Afinal, devo investir em um minisite?

Com base em tudo que foi apresentado, é seguro dizer sobre como a adoção pode trazer grandes benefícios para a sua empresa ou projeto pessoal, sendo necessário apenas reconhecer os seus objetivos, e como um site menor pode te auxiliar.

 

Um site temporário, idealizado exclusivamente para o período de uma promoção, pode ser a oportunidade da sua companhia optar por um minisite.

 

Assim como os melhores perfumes podem estar nos menores frascos, a melhor experiência pode ser encontrada nos menores sites, pois eles são fáceis de se navegar.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.