Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

O que é negócio disruptivo?

Uma das tendências mais procuradas no momento é a de negócio disruptivo. Entretanto, ainda existem muitas dúvidas com relação a esse conceito, e é importante que você saiba trabalhar com qualidade para conseguir os melhores resultados para sua empresa.

A disrupção é um conceito que tem sido muito procurado no mercado atual, principalmente por conta do potencial de inovação apresentado pelas empresas nos dias de hoje, por exemplo, quando falamos em projeto de iluminação comercial ou outra frente.

O mundo está passando por muitas mudanças, e uma das principais diz respeito diretamente ao conceito digital. A era da tecnologia está apresentando cada vez mais inovações e estruturas de negócio que podem ser utilizadas para otimizar seus resultados.

A criação de novos estilos e modelos de negócio é fundamental para que você conquiste uma posição qualificada no mercado, sobretudo por conta de suas possibilidades, sendo que isso serve tanto para uma empresa de portaria quanto para qualquer outro negócio.

Garantir a sobrevivência de uma empresa depende exclusivamente do empenho de seus gestores e de sua equipe em pensar fora da caixa e criar estruturas adequadas para trabalhar com inovação. Aí entra o conceito de disruptivo.

Entenda o que é um negócio disruptivo

De acordo com o dicionário, algo disruptivo é aquilo que quebra um processo ou uma rotina. Quando você leva esse conceito para o mundo do empreendedorismo, significa procurar o novo, entender o que já está saturado e buscar sempre novas alternativas. 

Importante ressaltar que o foco é conseguir trabalhar com qualidade e espaço no mercado, seja você uma empresa de bebedouro industrial 100 litros ou de qualquer outro ramo de atuação.

A ideia é criar uma nova implementação ou conceito que seja muito impactante e que muitas vezes pode até acabar com conceitos já estruturados, que ninguém pensava em modificar.

Esse tipo de inovação não tem como objetivo tornar os produtos melhores ou otimizados. Na verdade, o efeito disruptivo tem um forte potencial de baratear custos e popularizar um serviço ou produto, aumentando seu acesso à população.

Esse conceito não é novo, entretanto, e antecede até mesmo a transformação digital, sendo um processo muito comum de diversas empresas. Estas ações acabam sendo muito importantes para passar um conhecimento mais adequado sobre, por exemplo, centrifuga de acucar.

Alguns modelos de negócios disruptivos tiveram o potencial de extrapolar muito seu potencial, tornando-se uma nova referência e eliminando a necessidade de um tipo de serviço anterior. É o caso das empresas de streaming de vídeos.

Esse tipo de material aos poucos entrou no mercado, mas acabou conquistando um potencial tão grande que conseguiu acabar com o conceito de locadoras de vídeo, uma vez que oferece um serviço de melhor qualidade e por um preço menor.

Outros serviços têm sido muito beneficiados pelo elemento disruptivo de uma empresa, por exemplo, o mercado de manutenção elétrica industrial e o de transporte particular.

Neste último caso, é mais em conta trabalhar com um motorista de uma empresa disruptiva, uma vez que ela oferece preços melhores com um serviço de qualidade superior, deixando para trás os elementos anteriores.

Criando uma empresa disruptiva

É importante ter em mente que nem toda empresa inovadora é disruptiva. Muitas vezes, a inovação trata de uma evolução ou um novo olhar sobre uma problemática em particular, criando ambientes mais detalhados.

Entretanto, o negócio disruptivo é um elemento muito mais criativo, uma vez que ele monta uma nova solução do zero para apresentar estes recursos ao mercado, possibilitando um engajamento muito maior da empresa.

Toda a jornada de uma empresa disruptiva é lenta, e muitas vezes penosa, ou seja, isso, muitas vezes, desafiará a equipe, uma vez que os resultados efetivos ainda podem demorar um pouco para acontecer.

A equipe de gestão leva um papel fundamental nesse tipo de estrutura. Isso porque é com ela que você deve se preocupar para gerar conteúdo inovador e de qualidade para sua empresa de, por exemplo, dutos de exaustão.  

O gestor deve moldar ideias e ter criatividade para lidar com esse tipo de situação. Não existe, entretanto, um passo a passo para o sucesso de uma empresa que deseja trabalhar de forma disruptiva.

 É preciso avaliar seus resultados e seus processos, para tentar encontrar uma solução mais adequada e que consiga trabalhar melhor os recursos.

Ademais, para você conseguir trabalhar com qualidade, é preciso pensar fora da caixa, colocar a criatividade e as ideias no lugar para conseguir trabalhar com mais qualidade esse tipo de ação.

Identificando um processo disruptivo

Para conseguir trabalhar melhor com esse tipo de processo, é importante ter uma boa estrutura para suas ações. Por isso, é fundamental que você saiba aplicar com qualidade cada um destes elementos, para conseguir uma estrutura mais adequada.

A verdade é que todos os segmentos de atuação no mercado ainda tem um grande potencial a ser explorado, seja do ramo de balcão refrigerado inox ou de qualquer outra frente de atuação.

Desse modo, encontrar as respostas certas é complicado, principalmente pela incapacidade de compreensão da maioria das pessoas.

Saber lidar com estes elementos, pensar fora da caixinha e criar novas soluções é um processo difícil e com várias ações importantes para se pensar, criando um conceito importante para saber se estruturar adequadamente para esse tipo de ação.

Atração de clientes

Alguns produtos têm um forte potencial mercadológico, mas estão restritos a uma elite de compras, com alto poder aquisitivo e desejo de exclusividade. Então, quando você analisa uma empresa, é preciso pensar em uma audiência maior.

As empresas disruptivas surgem justamente com esse conceito, para popularizar esse tipo de recurso e conseguir explorar em sua totalidade o trabalho de perto com o público-alvo.

Uma empresa disruptiva deseja livre acesso a um determinado produto ou serviço. Por isso, os preços acabam sendo muito mais qualificados para a massa de consumo poder ter em mãos esse tipo de ação, por exemplo, um ladrilho hidráulico preço.

Um grande exemplo desse tipo de ação são os computadores. No início, estes equipamentos eram gigantescos e restritos a laboratórios de pesquisa. Entretanto, a evolução trouxe os computadores pessoais, que permitiram a popularização deste recurso.

Hoje, você é capaz de fazer atividades de qualquer computador com um simples smartphone, que com um dedo resolve uma série de processos que antes levavam muito tempo para conseguir reverter.

Isso não significa que os primeiros computadores não eram uma boa ideia. O conceito de disrupção não tem nenhuma ligação com o talento ou a importância de uma possibilidade anterior.

A ideia é simplesmente tornar mais acessível e popular um conceito que pode ser muito útil na vida das pessoas, criando uma forma de ampliar a quantidade de pessoas que possuem estes recursos em sua casa, podendo explorar melhor seus conceitos.

Simplicidade

Outro conceito importante para lidar com esse tipo de situação é o de simplicidade. Muitas vezes, um produto ou serviço é muito complexo, o que acaba afastando as pessoas, desestimulando-as a trabalhar com qualidade e impedindo-as de realizar suas ações.

A empresa disruptiva, então, pega esse conceito, utiliza de maneira mais efetiva e consegue ter ideias inovadoras para trabalhar com o mesmo tipo de recurso, só que de maneira muito mais simples, da qual uma pessoa leiga terá capacidade de utilizar.

Ademais, a tecnologia precisa ter um conceito muito mais amplo e acessível para atingir o consumidor final. É preciso pensar que nem sempre as pessoas evoluem tão rápido quanto a tecnologia, então é preciso criar formas de se estruturar com mais qualidade.

Quando você cria um material, é importante que ele seja:

  • De fácil compreensão;
  • Com objetivos claros;
  • Linguagem acessível;
  • Estrutura de apoio ao consumidor.

Dessa forma, sua empresa disruptiva conseguirá criar um conteúdo com muito mais efetividade, ou seja, que gerará ótimos resultados.

Melhorias nos processos

A estratégia de empresas disruptivas é criar qualidade em cima do que já é bom. Por isso, se você identifica maneiras de conseguir suplantar uma atividade já existente, este é um excelente meio de conseguir trabalhar com mais qualidade.

A eficiência é um dos processos mais buscados pelas pessoas. Realizar tarefas de maneira mais fácil e rápida é um grande objetivo, e o foco da maioria das empresas disruptivas, que pensam em soluções em longo prazo para esse tipo de situação.

Considerações finais

As empresas disruptivas vêm com o objetivo de equilibrar as estruturas do mercado. Seus processos de criação e qualificação são sempre muito úteis, e apresentam soluções satisfatórias e acessíveis para uma série de atividades.

Ainda que muitas empresas tradicionais tenham problemas com o conceito da disruptividade, é importante ter em mente que estas empresas são fundamentais para conseguir uma evolução educacional e profissional.

Quanto mais você conseguir aprimorar a vida das pessoas, melhor qualificada sua empresa disruptiva estará no mercado, criando novos conceitos e ideias que poderão ser exploradas no futuro.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.