Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

24horas Opinião

O Lixo do Brasil

Por Douglas S. Nogueira

 

A saúde pública brasileira sempre foi e parece que continuará sendo por muito e muito tempo, o lixo do Brasil. Uma área que é praticamente abandonada pelos governos nacionais, os quais em épocas de eleições apresentam inúmeras propostas mentirosas com o intuito de tapearem o povo em relação a melhoria da saúde pública.

         Quantas e quantas pessoas já faleceram em filas de hospitais e prontos socorros públicos, por motivo do plano de trabalho ridículo que o SUS apresenta? Aliás, existe plano de trabalho?

         Muitos postinhos, prontos socorros e hospitais públicos apresentam estruturas irregulares, condições precárias para receberem as pessoas que por mais humildes que sejam merecem respeito.

Em uma consulta no SUS, a triagem é ridícula e sempre a mesma. O paciente se dirige ao balcão onde funcionários altamente incapazes e preguiçosos fazem o primeiro descaso, em seguida após convocado o mesmo recebe de uma enfermeira despreparada e sem a mínima vontade de trabalhar um tratamento altamente indigno de um ser humano, analisa-se a pressão do indivíduo a qual mesma alterada é tida como normal, a febre também nos mesmos parâmetros, quarenta graus pegando fogo é normal e por aí vai, por último o mesmo é encaminhado ao médico, ou melhor, açougueiro de plantão, que simplesmente olha para o paciente e receita o fiel escudeiro do SUS, o diclofenaco, não requisita exames, descarta análises detalhadas e muito menos conversa com o indivíduo, o nojo, a incapacidade e preguiça é grande por parte do médico açougueiro.

         Essas pessoas que atuam no SUS são bandos de mercenários, regidos por notas de cinqüenta e cem. Pelo fato de ser um plano de saúde pública onde o paciente que ali está muita das vezes não possui condição financeira alguma, tais pessoas entendem que estão no direito de maltratarem esse paciente.

         Ninguém procura o pronto socorro ou um consultório médico porque gosta, por brincadeira ou lazer, procura pela grande necessidade de regularizar sua saúde e revitalizar seu bem-estar, pontos necessários para que possamos trabalhar, estudar e desenvolvermos nossas atividades rotineiras da melhor forma e com a máxima condição possível.

         Por quê não se segue exemplos de países como a Nova Zelândia, onde a saúde pública é algo digno de respeito por parte das demais nações? Já que por lá o paciente é tratado como se estivesse pagando um plano médico particular, o mesmo é monitorado pelo governo nacional sendo obrigado a utilizar os benefícios oferecidos a ele, como é o caso de ter que fazer todos os anos um check-up geral, pois do contrário perde então a carteirinha de beneficiário, tendo ai sim que bancar particularmente um plano médico.

         A saúde pública brasileira não pode continuar dessa forma, pois pessoas estão falecendo aos montes por culpa da displicência e bagunça desse horroroso SUS.

 

Douglas S. Nogueira

Técnico de Planejamento da Manutenção

E-mail: douglas_snogueira@yahoo.com.br

BLOG: www.douglassnogueira.blogspot.com