Nova Odessa: Biblioteca, caminho para lazer e informação


Em Nova Odessa, espaço recebe média de 1,3 mil visitas mensais e tem acervo com 22,3 mil livros

 

Quantos livros você leu na última semana? E no último mês? Qual o seu autor favorito? Você sabia que 25 de julho é o Dia do Escritor? Em tempos em que a Internet encurtou os caminhos e se tornou fonte única para pesquisas e base para as mais variadas informações, estas perguntas podem se transformar em um verdadeiro teste de aptidão para quem tem passado um tanto quanto distante dos livros. Mas ainda há aqueles que não dispensam um belo exemplar e têm na leitura o caminho para o conhecimento e para o lazer.

 

Aos 34 anos, a vendedora Luciana Cavalcante se orgulha em dizer que, apenas em 2015, já leu entre 35 e 40 títulos variados. De romances e ficção científica a livros policiais, ela vê na leitura o caminho para relaxar e buscar conhecimento.

 

Todos os dias, Luciana aproveita seu horário de almoço para ir à Biblioteca Pública Municipal “Prof. Antonio Fernandes Gonçalves”, no Centro de Nova Odessa. No local, aproveita para relaxar e, claro, ler. “É um ambiente muito tranquilo e calmo. Se tornou o meu passatempo”, disse a vendedora, que atualmente está lendo o livro policial “O sexto homem”. “Meu dia a dia é corrido e ler me acalma. Além disso, tenho a oportunidade de conhecer vários assuntos. Eu literalmente viajo sem sair do lugar”, contou.

 

Trabalhando há sete anos na Biblioteca novaodessense, a auxiliar de bibliotecária Maria Neuza da Silva, se orgulha em dizer que já leu mais de 500 livros. “Ler é muito bom. A gente vai aprendendo sobre diversos assuntos”, disse.

 

Assim como ela, muitos são os apaixonados por livros que veem na Biblioteca um verdadeiro “parque de diversões”. Com 9.241 usuários cadastrados, a média mensal de usuários é de 1,3 mil pessoas, que têm a sua disposição um acervo de 22.341 obras, entre livros, periódicos, DVDs, CDs, fitas de vídeo, entre outros.

 

Diariamente recebemos doações e renovamos nosso acervo”, explicou Maria Neusa, que destacou ainda que a Biblioteca também tem um espaço para doação de obras. “Temos um espaço onde as pessoas podem levar livros a título de doação. É mais uma maneira de incentivar a leitura”, disse. O material, segundo ela, é levado, principalmente, para escolas e entidades para renovação de seus acervos.

 

Diretor de Cultura e Turismo de Nova Odessa, Leonardo Blanco afirma que a leitura é muito importante e que a Administração tem investido na biblioteca e em outras formas de cultura. “Este é um espaço muito especial e que cuidamos com muito carinho. Temos uma variedade grande de obras e nossa intenção é aumentar cada vez mais nosso acervo”, disse.

 

RAIO X – Estudantes, jovens trabalhadores, pessoas de mais idade. O público da Biblioteca de Nova Odessa é bem variado. “Muitas pessoas vêm aqui para estudar ou fazer trabalhos, mas têm também aqueles que aproveitam a tranquilidade do espaço para ler um bom livro, para variar o conhecimento”, explica Maria Neusa.

 

Entre os livros mais procurados estão romances e literatura. Best sellers como a saga “Harry Potter”, “A Culpa é das Estrelas” e, o mais atual, “Cidades de Papel” – que inspiraram mega produções no cinema e bateram recordes de bilheteria – também são disputados, em especial pelo público mais jovem.

 

Já no ranking dos escritores mais procurados estão Stephen King, Harlan Coben, Nicholas Sparks, Nora Roberts, Danielle Steel, John Green e, claro, os brasileiros Machado de Assis e Jorge Amado.

 

Para ser tornar sócio da biblioteca é preciso levar uma foto 3×4, RG e comprovante de endereço originais. Para menores de 16 anos, além dos documentos a serem entregues, é preciso retirar uma autorização dos pais na biblioteca. Cada sócio pode retirar até dois livros, que devem ser devolvidos em até 15 dias.

 

A Biblioteca funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h50 e está localizada na Avenida João Pessoa, 253 – Centro. O local, também conhecido como Centro Cultural Herman Jankovitz, é sede da Diretoria de Cultura e Turismo. Mais informações pelo telefone (19) 3466-2196.

 

 

Foto: Osnei Réstio

Comentários

Notícias relacionadas