qui. jan 23rd, 2020

Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Mutirão recolhe 2 toneladas de criadouros na Zona Leste


Com auxílio do Exército Brasileiro, finalizou nesta quinta-feira (18) as ações de combate ao mosquito transmissor da dengue, zika vírus e chikungunya na Zona Leste da cidade. Contando desde o último sábado (13) com apoio de 393 militares do 28º Batalhão de Infantaria Leve de Campinas, foram recolhidas aproximadamente 2 toneladas de criadouros do mosquito, nos bairros Jardim Pérola, Jardim Esmeralda, São Fernando, Cidade Nova e Planalto do Sol. As ações atingiram mais de 20 mil pessoas.

 

Segundo o diretor de políticas públicas de saúde do município, Alexandre Xura Visockas, as ações desenvolvidas junto ao exército foram extremamente satisfatórias. “Acredito que a parceria com Exército Brasileiro foi muito útil e demonstrou a importância que toda a população, nos diversos segmentos da sociedade, está dando ao controle do Aedes aegypti”, destacou. “Importante que após esse tipo de ação, as pessoas continuem atentas aos cuidados diários no combate ao mosquito, principalmente nas residências, onde estão os principais criadouros”, completou.

 

Aproximadamente 14 mil imóveis receberam no último sábado (13) visitas de orientação, ação estendida também ao Tivoli Shopping. Durante a semana, os mesmos locais receberam novamente visitas casa a casa, desta vez para a retirada de criadouros. Foram três caminhões que percorreram diariamente as ruas dos bairros, retirando qualquer tipo de objetos inservíveis, como baldes, pneus, garrafas, lona, pratinhos de vasos de plantas, recipientes em geral.

 

A Prefeitura segue diariamente ações de controle do vetor realizadas pelos agentes de controle de endemias, como as visitas domiciliares para inspeção e orientação à população quanto às medidas preventivas, bloqueio, controle e retirada de criadouros, nebulização e bloqueio de transmissão, visita a pontos estratégicos e imóveis especiais, busca ativa de suspeitos e atividades de informação, educação e comunicação à população. Todas as ações de combate ao mosquito transmissor da dengue, zika vírus e chikungunya são realizadas ininterruptamente durante todo o ano, que resultou na redução de 35% dos casos de dengue em 2015 em Santa Bárbara d’Oeste.

 

Assessoria de Imprensa

 

Comentários

Dennis Moraes