Munícipe com deficiência visual denuncia Sertran ao Ministério Público

Foto: Divulgação

Com o apoio do vereador José Luis Fornasari, o Joi (SD), a munícipe Mery Hiromi Nishiyama, que é deficiente visual, ingressou com representação contra a empresa Sertran (Nova Via), pelo descumprimento de normas de proteção às pessoas com necessidades especiais. Segundo a denunciante, a empresa responsável pelo transporte público no município tem descumprido o edital de licitação, e a Prefeitura não tem fiscalizado a atuação dessa concessionária.

“Meu direito de ir e vir está sendo violado, uma vez que os veículos à disposição da população não contemplam as normas e disposições legais exigidas para a garantia da inclusão e acessibilidade dos portadores de deficiência, mais especificamente daqueles que, como eu, são cegos”, afirmou Mery. Ela relata que, recentemente, não teve acesso ao único assento reservado a pessoas especiais, pelo fato desse assento ser retrátil, o que dificulta o uso, principalmente por passageiros que não enxergam e que são obrigados a se locomover utilizando a bengala.

Ela também reclama do fato de ser obrigada a entrar pela porta traseira, o que dificulta seu acesso aos motoristas e cobradores, que poderiam auxiliá-la tanto para encontrar um assento no coletivo quanto para informá-la a respeito do seu local de desembarque. “Para nós, cegos, é essencial e imprescindível a comunicação com os profissionais dentro do ônibus. A falta de assentos obrigatórios na parte dianteira dificulta muito essa comunicação”, afirmou.

Munícipe

Comentários

Notícias relacionadas