Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Mal do século XXI, a ansiedade pode causar doenças físicas e precisa de acompanhamento


Terapeuta Bruno Cesar Costomski explica como o cenário emocional pode desencadear males como a disinteria nervosa

Se o estresse é considerado o principal mal do século XXI, a ansiedade ocupa a segunda posição. Considerada uma característica biológica, a ansiedade geralmente está atrelada a momentos de pressão, seja por perigo real ou imaginário do indivíduo. Diante dessas situações, alguns efeitos acabam transparecendo também no físico: transpiração, tremores, palpitações no coração, aperto no peito, dores de cabeça e nas costas e dores de barriga são alguns dos sintomas mais comuns diretamente relacionados aos efeitos da ansiedade no sistema nervoso. “Nosso emocional tem um papel mais forte do que reconhecemos em boa parte dos males físicos comuns. É preciso estudar as causas dentro desse cenário emocional para que possamos criar um ambiente saudável que possibilite uma melhora tanto física quanto psicológica”, afirma o terapeuta Bruno César Costomski, criador do método Tardemah Terapia.

Em casos mais extremos, é possível alcançar um nível tão alto de desequilíbrio emocional em decorrência de uma crise de ansiedade, que pode levar a vômitos e fortes diarreias. Isso acontece quando o emocional não suporta a pressão e, como meio de defesa, acaba desenvolvendo efeitos mais severos. “Não importa qual seja a situação de ansiedade que a pessoa esteja passando, seja esta na vida pessoal ou profissional, o corpo não é capaz de fazer essa distinção. Com o tratamento adequado, é possível reduzir esses episódios, melhorando a qualidade de vida do cliente.”, complementa o profissional.

No caso da disenteria nervosa, resultado de crises de ansiedade e estresse, o corpo passa por uma adrenalina que mexe em toda a flora intestinal, causando um desequilíbrio. Além disso, outros problemas gástricos também podem vir a aparecer, como a gastrite nervosa e a úlcera.

Diante desse cenário, além de procurar uma boa alimentação, é muito importante também cuidar da saúde emocional, procurando tratar a causa da ansiedade, nervosismo, estresse, síndrome do pânico de maneira séria e consciente. “No método Tardemah Terapia, é possível lidar com a saúde emocional de maneira não invasiva, leve e sem medicamentos, provocando um efeito positivo e eficaz a longo prazo.”, finaliza Bruno.

Para mais informações:

www.tardemahterapia.com.br

FB Assessoria

Comentários

Dennis Moraes