Joaquim Barbosa cumprimenta papa Francisco e ignora Dilma

O presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Joaquim Barbosa, cumprimentou o papa Francisco e ignorou a presença da presidente Dilma Rousseff, que estava ao lado do pontífice, durante a cerimônia no Palácio Guanabara, sede do governo fluminense, na zona sul do Rio, no final da tarde desta segunda-feira (22).

Após a cerimônia, o pontífice cumprimentou um a um alguns ministros que estavam presentes. A presidente Dilma estava ao seu lado e anunciava o nome do ministro para que o papa pudesse cumprimentá-lo.

Os ministros Marta Suplicy (Cultura), Gleisi Hoffmann (Casa Civil), Paulo Bernardo (Comunicações), Ideli Salvatti (Relações Institucionais) cumprimentavam o líder religioso e, depois, a presidente.

Contudo, Joaquim Barbosa, ministro do STF, cumprimentou apenas o pontífice e saiu do palco sem olhar e cumprimentar Dilma.

A assessoria de Joaquim Barbosa disse que ele e várias outras autoridades ficaram com a presidente Dilma em uma sala, antes da chegada do papa. Segundo o assessor, como os dois já tinham se cumprimentado e conversado antes, provavelmente, Barbosa achou que não era o caso de cumprimentá-la novamente.

Após cumprimentar os ministros, foi a vez de o papa Francisco apresentar sua comitiva à presidente Dilma Rousseff.

Por volta das 19h20, o pontífice deixou de carro o Palácio Guanabara e foi para o Palácio Apostólico do Sumaré, residência oficial da arquidiocese do Rio, no alto da estrada do Sumaré, Rio Comprido, na zona norte da capital fluminense.

A presidente Dilma Rousseff e o vice-presidente, Michel Temer (PMDB), também deixaram o Palácio Guanabara de helicóptero.

 

 

Fonte: Folha de São Paulo

Comentários

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta