fbpx

Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

24horas Santa Bárbara d´Oeste

Isolamento social em Santa Bárbara d´Oeste é de 43%, aponta Sistema de Monitoramento Inteligente

Índice foi de 46% no sábado e de 49% no domingo em Santa Bárbara d´Oeste

A Central de inteligência analisa dados de telefonia móvel para indicar tendências de deslocamento e apontar a eficácia das medidas de isolamento social

A cidade de Santa Bárbara d´Oeste continua sendo uma das cidades do estado de São Paulo que não vem respeitando a quarentena decretada pelo Governador João Doria e seguida a risca pelo Prefeito Denis Eduardo Andia. Os índices do município barbarense, sempre estão entre os menores do estado segundo a SIMI-SP.

Na capital, o Sistema de Monitoramento Inteligente (SIMI-SP) do Governo de São Paulo mostra que o percentual de isolamento social no Estado foi de 48% nesta segunda-feira (11).

A central de inteligência analisa os dados de telefonia móvel para indicar tendências de deslocamento e apontar a eficácia das medidas de isolamento social. Com isso, é possível apontar em quais regiões a adesão à quarentena é maior e em quais as campanhas de conscientização precisam ser intensificadas, inclusive com apoio das prefeituras.

 

No momento, há acesso a dados referentes a 104 cidades maiores de 70 mil habitantes, que podem ser consultados e estão também disponibilizados em gráficos no site http://www.saopaulo.sp.gov.br/coronavirus/isolamento. O sistema é atualizado diariamente para incluir informações de municípios.

O SIMI-SP é viabilizado por meio de acordo com as operadoras de telefonia Vivo, Claro, Oi e TIM para que o Governo de São Paulo possa consultar informações agregadas sobre deslocamento no Estado. As informações são aglutinadas e anonimizadas sem desrespeitar a privacidade de cada usuário. Os dados de georreferenciamento servem para aprimorar as medidas de isolamento social para enfrentamento ao coronavírus.

 

Bolsonaro decreta volta de alguns serviços, porém Doria não se manifesta

 

Um decreto para incluir academias de ginástica, cabeleireiros, barbearias e salões de beleza como atividades essenciais durante a pandemia do novo coronavírus foi publicado ontem (11) em edição extra do Diário Oficial da União. Pelo dispositivo, essas atividades passam a ser consideradas essenciais, desde que obedecidas determinações sanitárias do Ministério da Saúde.

“Saúde é vida. Academias, salões de beleza e cabeleireiro, higiene é vida. Essas três categorias juntas é mais de um milhão de empregos”, afirmou o presidente a jornalistas na portaria do Palácio do Alvorada.

Como vários governadores não se manifestaram, o Presidente Jair Bolsonaro de manifestou hoje (12) nas redes sociais e comentou que afrontar o estado democrático de direito é o pior caminho.

 

O Governador João Doria publicou ontem (11) no seu twitter a volta de alguns serviços que podem voltar a funcionar na prorrogação da quarentena:

Comentários