Indaiatuba: SUCEN realiza capacitação para agentes comunitários de saúde Indaiatuba

Capacitação visa enfretamento da dengue 2014/205

 

A Secretaria de Saúde, por meio do Programa de Controle da Dengue, realizou nos dias 1 e 7 de outubro, no auditório do Paço Municipal, um treinamento de conhecimento e ações técnicas de Controle da Dengue para cerca de 80 pessoas entre Agentes Comunitários de Saúde. Eles atuam nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde) e pólos do PSF (Programa Saúde da Família), que são responsáveis pela a atividade de casa-a-casa nos imóveis cadastrados pelos PSFs e também para profissionais de saúde que atuam na retaguarda da Saúde. A ação faz parte do planejamento da campanha de Prevenção da Dengue 2014/2015 e foi ministrado pela bióloga da Sucen (Superintendência de Controle de Endemias), Savina Aparecida Lacerda de Souza.

A apoiadora do Núcleo e Assistência à Saúde, Fátima Maia, falou aos profissionais técnicos e destacou que o trabalho contra a dengue é de extrema importância. “É uma luta diária para combater o mosquito. Aproveitem cada informação e a dengue é uma doença séria e agora o Brasil já está notificando casos da doença Chikungunya que também é transmitida pelo Aedes aegypti na zona urbana e Aedes Albopictus na zona rural”.

O médico veterinário, Odenir S. Pivetta, destacou que é necessário combater a dengue no dia e alertou sobre a chegada do vírus Chikungunya, que provoca sintomas similares aos da dengue, porém com dores mais fortes, sobretudo nas articulações. “O transmissor é o mesmo e nós técnicos temos que orientar a população a fazer a sua parte. O melhor resultado para combater este mosquito é eliminar o criadouro do mosquito. Estamos nos preparando para a chegada do período das chuvas e desenvolver com eficácia as ações e contamos com o apoio e trabalho da população que deve também fazer a sua parte. Cuidem dos seus quintais e não descartar lixo na rua ou em terrenos baldios. Todo copo, garrafa ou utensílio descartado em local impróprio pode se tornar um criadouro. Basta chover e acumular água e o mosquito coloca os seus ovos”.

Segundo Pivetta, Indaiatuba tem mais de 20 ações no planejamento das estratégias de controle da dengue como o casa a casa rotina, avaliação de densidade larvária, coletas de larvas, bloqueio contra criadouros, cadastro de imóveis com piscinas, envio de alerta para casa desocupada, comunicado de advertência, busca ativa de casos suspeitos entre outros.

Também estiveram presentes o médico e coordenador do programa Saúde da Família de Indaiatuba, Tiago Gomes da Silva e a técnica de enfermagem responsável pelo setor de imunização da Secretaria de Saúde, Renata Marciano.

Na programação foram abordados os assuntos: Doença dengue e situação epidemiológica do município e região; aspectos biológicos do Aedes aegypti; Programa Estadual de Vigilância e Controle do Aedes aegypti; aspectos legais das ações de controle da dengue desenvolvidas pelos Agentes Comunitários de Saúde;  Programa Municipal de Controle da Dengue e Ações do ACS no controle da dengue: Casa a Casa.

Indaiatuba em 2014 registrou 225 casos autóctones de dengue, oito importados residente e três importados não residente e 22 estão aguardando resultado.

 

Fotos: Eliandro Figueira SCS/PMI

Comentários

Notícias relacionadas