Gestão de Projetos: um ponto de partida e um ponto de chegada.


A gestão de projetos corresponde a um conjunto de atividades que acontecem apenas uma vez, com um ponto de partida e um ponto de chegada. Definidos no tempo, os projetos variam em tamanho e objetivo.

 

Gestão de projetos é a tarefa de fazer com que as atividades sejam realizadas no prazo, dentro do orçamento e de acordo com as especificações. A administração de projetos é flexível e permite às empresas responderem depressa em ambientes dinâmicos.

 

O projeto é normalmente temporário, apenas existindo pelo tempo suficiente para execução das metas. As características essenciais do processo de planejamento de projetos podem ser resumidas nas seguintes:

 

  1. Definição dos objetivos do projeto.
  2. Identificação das atividades e recursos necessários para realizá-las.
  3. Estabelecimento das relações sequenciais para as atividades.
  4. Cálculo das estimativas de tempo para as atividades.
  5. Determinação do prazo de conclusão do projeto.
  6. Comparação dos objetivos programados do projeto.
  7. Determinação dos recursos necessários ao cumprimento dos objetivos.

Os gerentes de nível médio estão sendo substituídos por gerentes de projetos. Há muitos anos presente no ramo da construção e do entretenimento, a administração de projetos se expandiu para praticamente todo tipo de atividade.

 

A natureza temporária dos projetos faz com que sua administração seja diferente da supervisão de uma linha de produção. Os gerentes de projetos são “pistoleiros contratados” com apenas um trabalho a fazer.

 

Dessa forma, é um verdadeiro desafio gerenciar pessoas que ainda estão vinculadas, num sentido hierárquico, a seus departamentos.

 

Robson Paniago é professor da IBE-FGV e administrador tecnológico e social.

 

Comentários

Notícias relacionadas